Roteiro e reflexão da Santíssima Trindade

73

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira. Cel. Fabriciano

 

RITOS INICIAIS

 

  1. REFRÃO MEDITATIVO

Tua Palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor.

Lâmpada para meus pés, Senhor, luz para o meu caminho.

  1. CANTO DE ENTRADA

Eis-me aqui, Senhor! Eis-me aqui, Senhor!

Pra fazer Tua Vontade, pra viver do Teu Amor

Pra fazer Tua Vontade, pra viver do Teu amor

Eis-me aqui, Senhor!

 

O Senhor é o Pastor que me conduz

Por caminhos nunca vistos me enviou

Sou chamado a ser fermento, sal e luz

E por isso respondi: aqui estou!

 

Ele pôs em minha boca uma canção

Me ungiu como profeta e trovador

Da história e da vida do meu povo

E por isso respondi: aqui estou!

 

Ponho a minha confiança no Senhor

Da esperança sou chamado a ser sinal

Seu ouvido se inclinou ao meu clamor

E por isso respondi: aqui estou!

  1. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
  2. Reunidos para celebrar e viver a fé na Trindade, modelo de unidade e seguimento em nossa missão de batizados, iniciemos, Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ass. Amém.
  3. A Graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a força do Espírito Santo estejam sempre convosco

Ass.Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

Hoje celebramos a perfeita comunidade, unida pelo amor e que nos conduz a unidade em seu amor: a Santíssima Trindade. É pela Trindade que aprendemos a amar e a caminhar neste mundo, construindo o Reino inaugurado por Jesus. lembramos das ações de nossa comunidade em favor da solidariedade e da construção de uma mundo mais justo.

  1. ATO PENITENCIAL

PR: Para sentirmos o mistério da Trindade em nossas vidas, precisamos amar o nosso próximo. Peçamos perdão pelos erros cometidos em nossa caminhada, nos afastando do projeto iniciado por Jesus (pausa). Supliquemos a misericórdia do Pai.

  1. Eu confesso a Deus e a vós, irmãos, tantas vezes pequei não fui fiel: Pensamentos e palavras, atitudes, omissões. Por minha culpa, tão grande culpa.

Senhor, piedade! Cristo piedade! Tem piedade, ó Senhor (Bis)

  1. Peço à Virgem Maria, nossa Mãe, e a vós, meus irmãos, rogueis por mim, a Deus Pai, que nos perdoa e nos sustenta em sua mão, por seu amor, tão grande amor

PR: Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Ass. Amém.

  1. GLÓRIA

Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele amados.

Senhor Deus, rei dos Céus, Deus Pai todo poderoso:

nós vos louvamos, nós vos bendizemos,

nós vos adoramos, nós vos glorificamos,

nós vos damos graças por vossa imensa glória.

Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito,

Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai.

Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica.

Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós.

Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor,

só vós, o Altíssimo, Jesus Cristo,

com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

  1. ORAÇÃO DO DIA
  2. OREMOS: Ó Deus, nosso Pai, enviando ao mundo a Palavra da Verdade e o Espírito santificador, revelastes o vosso inefável mistério. Fazei que, professando a verdadeira fé, reconheçamos a glória da Trindade e adoremos a Unidade onipotente. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.. Ass. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

  1. PRIMEIRA LEITURA – Pr 8,22-31

Do Livro dos Provérbios.

  1. SALMO – 8(9)

Refrão: Ó Senhor nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!

  1. SEGUNDA LEITURA– Rm 5,1-5

Da Primeira Carta de São Paulo aos Romanos

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito divino, ao Deus que é, que era e que vem, pelos séculos. Amém.

  1. EVANGELHO – Jo 16,12-15

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de João

  1. HOMILIA

Em Deus “vivemos, nos movemos e existimos” (At 17,28). Deus é o fundamento da vida em todas as suas expressões, o dinamismo de toda transformação, o horizonte de todo sentido. Nossa vida se desenrola no Filho, o Caminho; sob o Espírito Santo, o Guia; em direção ao Pai, Origem e Meta. Celebremos e meditemos o mistério de Deus revelado em Jesus Cristo, conscientes de que falar sobre o mistério de Deus é, ao mesmo tempo, falar sobre o mistério mais profundo do ser humano.

Jesus fala aos discípulos no clima de apreensão que envolve sua última ceia. Ele não fala sobre Deus de forma abstrata. Ele quer prevenir e encorajar seus discípulos/as a respeito das dificuldades que deverão enfrentar. Jesus sublinha que sua vida e seu ensino têm consequências que os discípulos ainda não são capazes de compreender. “Tenho ainda muitas coisas para vos dizer, mas não sois capazes de compreender agora”. E acena para o dom do Espírito da Verdade, à luz do qual eles saberão entender e trilhar o caminho do amor e da compaixão.

Precisamos efetivamente viver, caminhar e inspirar-nos em Deus. Ele é um horizonte e um caminho de bondade, e não uma equação numérica. Ao elaborar o conceito teológico da ‘trindade’ ou ‘tri-unidade’, a tradição cristã não está propondo um enigma a ser decifrado, mas afirmando uma dimensão essencial a Deus e à sua criação: a comunhão. Sobre Deus, precisamos falar em termos de profundidade e de intimidade, e não de quantidade! Não precisamos quebrar a cabeça para conjugar as três pessoas com uma única natureza. Esta não é a questão fundamental!

O conceito ‘trindade’ pretende sublinhar que Deus é mistério de bondosa comunhão que acolhe, confirma e liberta. E isso é muito importante no contexto de uma cultura que reduz tudo a fragmentos isolados e a relações fluídas, e de uma visão de Igreja centrada na autoridade hierárquica e na obediência submissa. Sendo dinamismo vivo de comunhão e bondade mediante o reconhecimento do outro e o dom generoso de si, Deus é caminho e imagem de uma humanidade aberta, relacional e solidária. E chama a Igreja a ser uma comunhão de dons e ministérios.

O Espírito da Verdade, dom que emana da vida de Jesus, mestre de obras da criação e criança que encanta o Pai com suas brincadeiras, nos conduz à plena verdade: tudo é comunhão, tudo está conectado: as coisas animadas ou inanimadas; os minerais, vegetais e animais; os átomos e as células; os elementos químicos e os dinamismos físicos e espirituais. Nada existe em si e para si; tudo existe em outro e para os outros. Os vínculos e o desejo de comunhão fazem com que haja um universo, sem frente e verso, sem divisão. E tudo tende a uma coesão sempre mais forte.

Também a criatura humana é vivificada pelo dinamismo de comunhão: comunhão de células, de tecidos, de aparelhos (circulatório, respiratório, reprodutor, digestivo, etc.); comunhão de pensamento e sentimento, de corpo e psique. Tudo funciona em perfeita comunhão e sintonia! Mas há também a comunhão com as demais criaturas e com as demais pessoas, gerações, grupos e culturas. É esquizofrenia pensar e agir como se os outros fossem dispensáveis, concorrentes ou inimigos. A vida só é possível numa permanente relação de troca de dons com os outros!

Por fim, há comunhão sem barreiras entre as diferentes esferas da vida: a vida privada e a vida pública, a vida na história e a vida na glória, o passado, o presente e o futuro. O mesmo mistério de comunhão que nos une a Deus como criaturas durante nossa caminhada histórica será vivido plenamente na glória, anunciará e antecipará “as coisas futuras”. O Espírito faz com que o Pai esteja no Filho e o Filho atue em perfeita sintonia com o Pai, e também produzirá e manterá nossa comunhão com ambos e com tudo, enquanto vivermos e para vivermos.

Glória a ti, Deus Pai e Mãe, fonte de todas as formas de vida! O louvor que a ti devemos ressoa na boca dos pequeninos, pois os lábios dos prepotentes e orgulhosos frequentemente te insultam, na medida em que humilham e condenam os pobres. Glória a ti, Deus-conosco, libertador de todas as prisões, caminho de vida! Glória a ti, Espírito Santo, derramado em todas as criaturas como bondade e beleza. Glória a ti, Deus-comunidade, de quem todos recebem a vida. Assim seja! Amém!

Itacir Brassiani msf

Fonte: www.cebi.org.br

  1. PROFISSÃO DE FÉ
  2. Professemos a nossa fé. Creio…

Creio em um só Deus, Pai todo poderoso, criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, gerado, não criado,consubstancial ao Pai. Por ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação, desceu dos céus: e se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, e se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. E de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida e procede do Pai e do Filho e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: ele que falou pelos profetas. Creio na Igreja, una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos e a vida do mundo que há de vir. Amém.

  1. PRECES DA ASSEMBLEIA

PR.: Meus irmãos e minhas irmãs, peçamos ao Pai que nos conceda os dons do

Espírito Santo. A cada prece, cantemos: Atendei-nos ó Deus Uno e Trino.

Ass. Atendei-nos ó Deus Uno e Trino.

  1. Pelo Papa Francisco, para que, em íntima sintonia com a Trindade Santa, continue guiando a Igreja pelos caminhos da justiça, da fraternidade e da paz, rezemos ao Senhor.
  2. Pelos jovens do mundo inteiro, para que, impulsionados pelo amor do Deus Uno e Trino, saibam testemunhar aos companheiros de juventude a beleza da fé e a alegria do Evangelho, rezemos ao Senhor.
  3. Pela nossa comunidade, para que aprenda a se reunir em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e possa contemplar a Trindade e construir a comunhão, rezemos ao Senhor.
  4. Pelas famílias de nossas comunidades, para que, contemplando a Trindade Santa, aprendam a vivenciar relações de real partilha, solidariedade e caridade, rezemos ao Senhor.
  5. Pelos poderes públicos, para que encontrem na prática da justiça e do bem comum o caminho para estabelecer a convivência amorosa e pacífica entre as pessoas, rezemos ao Senhor.

 

  1. Senhor nosso Deus, ouvi as preces que Vos dirigimos com fé. Que possamos

cantar sempre vossa bondade e misericórdia com nossas obras de amor. Por Cristo nosso Senhor.

Ass. Amém.

LOUVAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CANTO DAS OFERTAS

É o momento de fazer nossa oferta para manter as necessidades da comunidade, cantemos:

  1. A Mesa Santa que preparamos

Mãos que se elevam a Ti, ó Senhor

O pão e o vinho, frutos da Terra

Duro trabalho, carinho e amor!

Ô, ô, ô, recebe, Senhor!

Ô, ô, recebe, Senhor!

  1. Flores, espinhos, dor e alegria

Pais, mães e filhos diante do altar

A nossa oferta em nova festa

A nossa dor vem, Senhor, transformar!

  1. A Vida Nova, nova família

Que celebramos aqui tem lugar

Tua bondade vem com fartura

É só saber, reunir, partilhar!

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS
  2. Irmãos e irmãs, na ação criadora de Deus, encontramos a redenção de Cristo que nos salvou demonstrando todo o seu amor. Rendemos graças ao Senhor pelas vitórias que ele dá ao seu povo, pela vida que em Cristo vence o pecado e a morte e pela esperança renovada de nossa libertação total e definitiva.

Enquanto se faz um canto, o Ministro da Eucaristia traz o pão consagrado e o coloca sobre o altar. Todos fazem uma breve inclinação.

  1. O Senhor esteja com vocês.

Ass. Ele está no meio de nós!

  1. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

Ass. É nosso dever e nossa salvação!

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS:
  2. Guiados pela ação criativa, dinâmica e amorosa do Espírito Santo, que realiza continuamente maravilhas em nossas vidas, cantemos com alegria:

 

Deus infinito, nós te louvamos e nos submetemos ao teu poder

As criaturas no seu mistério mostram a grandeza de quem lhes deu o ser

Todos os povos sonham e vivem nessa esperança de encontrar a paz

Suas histórias, todas apontam para o mesmo rumo onde tu estás

Santo, santo, santo! Santo, santo, santo!

Todo poderoso é o nosso Deus

Senhor, Jesus Cristo nós te louvamos e te agradecemos teu imenso amor

Teu nascimento, teu sofrimento trouxe vida nova onde existe a dor

Nós te adoramos e acreditamos que és o filho santo do nosso Criador

E professamos tua verdade que na humanidade plantou tamanho amor

 

Deus infinito, teu Santo Espírito renova o mundo sem jamais cessar

Nossa esperança, nossos projetos só se realizam quando Ele falar

Todo poderoso, somos teu povo que da esperança vive a caminhar

Dá que sejamos teu povo santo que fará do mundo teu trono e teu altar.

 

  1. Antes de participar do banquete da Eucaristia, sinal de reconciliação e vínculo de união fraterna, rezemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:

Ass. Pai nosso…,

  1. RITO DA COMUNHÃO
  2. Irmãos e irmãs, participemos da comunhão do Corpo do Senhor em profunda unidade com nossos irmãos que, neste dia, tomam parte da Celebração Eucarística, memorial vivo da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. O Corpo de Cristo será nosso alimento.
  3. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Ass:  Senhor, eu não sou digno …

  1. CANTO DE COMUNHÃO

Ó Trindade, vos louvamos,

vos louvamos pela vossa comunhão!

Que esta mesa favoreça,

favoreça nossa comunicação.

  1. Contra toda tentação

da ganância e do poder,

nossas bocas gritem juntas

a palavra do viver!(bis)

  1. Na montanha, com Jesus,

no encontro com o Pai,

recebemos a mensagem:

“Ide ao mundo e o transformai!” (bis)

  1. Deus nos fala na história

e nos chama à conversão.

Vamos ser palavras vivas

Proclamando a salvação. (bis)

  1. Vamos juntos festejar

cada volta de um irmão.

E o amor que nos acolhe

Restaurando a comunhão. (bis)

  1. Comunica quem transmite

a verdade e a paz,

Quem semeia a esperança

e o perdão que nos refaz. (bis)

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
  2. Possa valer-nos, Senhor nosso Deus, a comunhão no vosso sacramento, ao proclamarmos nossa fé na Trindade eterna e santa, e na sua indivisível Unidade. Por Cristo, nosso Senhor. Ass. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  2. BENÇÃO FINAL

PR: O Senhor esteja convosco!

Ass. Ele está no meio de nós!

PR: Abençoe-nos e guarde-nos o Senhor Todo Poderoso e cheio de misericórdia: Pai e Filho e Espírito Santo.

Ass. Amém.

PR: Vivendo o mistério da Trindade, gerador de vida,

ide em paz e que o Senhor vos acompanhe.

Ass. Graças a Deus.

 

  1. CANTO FINAL

Ide pelo mundo, ide pelo mundo e

anunciai, e anunciai, o Evangelho a

toda criatura.

  1. Eu vos envio, servidores do Reino,

onde estiverdes eu convosco estarei.

Eu vos envio despojados de tudo,

só levareis a bagagem do amor.

  1. Eu vos envio, promotores da paz,

ministros sois da reconciliação.

Eu vos envio, mensageiros alegres,

quem encontrardes tratareis com amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui