Roteiro e reflexão 4º Domingo do Tempo Comum

312

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

 

  1. REFRÃO MEDITATIVO

Louvarei a Deus, seu nome bendirei

Louvarei a Deus, Ele é minha salvação

RITOS INICIAIS

  1. CANTO DE ABERTURA

Ref.: Alegres vamos à casa do Pai, e na alegria cantar seu louvor. Em sua casa somos felizes: participamos da ceia do amor.

  1. A alegria nos vem do Senhor; seu amor nos conduz pela mão. Ele é luz que ilumina o seu povo; com segurança, lhe dá a salvação.
  2. O Senhor nos concede os seus bens; nos convida à sua mesa sentar. E partilha conosco seu pão; somos irmãos ao redor deste altar.
  3. Voltarei sempre à casa do Pai, de meu Deus cantarei o louvor. Só será bem feliz uma vida que busca em Deus a sua fonte de amor.

 

  1. SAUDAÇÃO

Pres. Iniciemos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

  1. Amém

Pres. O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco.

T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo

 

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

A liturgia de hoje nos mostra como a Missão de Jesus se contrapõe às estruturas deste mundo. Nossas comunidades e pastorais são as responsáveis por atualizar esta mensagem de amor e solidariedade. Destacar os trabalhos pastorais e comunitários em defesa da vida.

  1. ATO PENITENCIAL

Pres. O Senhor Jesus, nos chama à conversão. Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai (pausa).

Pres.  Senhor, que viestes, não para condenar, mas para perdoar, tende piedade de nós.

  1. Senhor, tende piedade de nós.

Pres. Cristo, que vos alegrais pelo pecador arrependido, tende piedade de nós.

  1. Cristo, tende piedade de nós.

Pres. Senhor, que muito perdoais a quem muito ama, tende piedade de nós.

  1. Senhor, tende piedade de nós.

 

Pres.  Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

  1. Amém
  1. GLÓRIA

Glória a Deus nos altos céus, paz na terra a seus amados

A vós louvam Rei celeste os que foram libertados!

 

Glória a Deus, lá nos céus e paz aos seus. Amém!

Deus e Pai nos vos louvamos, adoramos, bendizemos.

Damos glória ao Vosso Nome, Vossos dons agradecemos!

Senhor, Nosso Jesus Cristo Unigênito do Pai

Vós de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai!

Vós que estai junto do Pai, como nosso Intercessor.

Acolhei nossos pedidos, atendei nosso clamor!

Vós somente sois o Santo, o Altíssimo Senhor.

Com o Espírito Divino, de Deus Pai no esplendor!

  1. ORAÇÃO DO DIA

Pres. Oremos (silêncio): Concedei-nos, Senhor nosso Deus, adorar-vos de todo o coração, e amar todas as pessoas com verdadeira caridade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. T. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

  1. PRIMEIRA LEITURA – Dt 18,15-20

Do Livro do Deuteronômio.

  1. SALMO – 94(95)

Refrão: Não fecheis o coração, ouvi hoje a voz do Senhor!

  1. SEGUNDA LEITURA – 1Cor 7,32-35

Da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, aleluia! Aleluia, Aleluia!

O povo que jazia nas trevas viu brilhar uma luz grandiosa; / a luz despontou para aqueles, que jaziam nas sombras da morte.

  1. EVANGELHO – Mc.1, 21-28

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de Marcos

  1. HOMILIA

Depois de anunciar a chegada próxima do Reinado de Deus e de começar a reunir os irmãos para formar sua nova comunidade religiosa, Jesus vai ensinar na instituição religiosa de sua gente, a sinagoga. O povo admira a autoridade que tem o seu ensinamento e o compara com os dirigentes da sinagoga, a antiga instituição religiosa.

O homem ali estava com um mau espírito. O mau espírito estava dentro da instituição religiosa, a sinagoga, comandada pelos escribas. Jesus os incomoda, é uma ameaça. Notar como o homem com mau espírito fala em nome de todos eles: “Vieste para nos destruir”!

Dali da Galileia tinham saído os revoltosos para tomar o poder em Jerusalém e cada líder se fazia proclamar Messias, o Salvador da pátria. Jesus não se deixa confundir com eles. Manda que o mau espírito se cale e saia do homem.

Cresce a admiração do povo. Os chefes certamente se viram perdidos e violentados. Jesus traz um ensinamento novo, uma nova proposta, diferente daquelas esperanças limitadas dos que só queriam uma solução de momento para a sua nação. Jesus não é um chefe político nacional, mas é o verdadeiro guia de todo o povo, como o profeta semelhante a Moisés, anunciado na primeira leitura.

O Mistério

O Evangelho segundo Marcos, lido nos domingos deste ano, frequentemente diz que Jesus ensinava, mas quase nunca diz o que ele ensinava. É que Jesus ensina com as atitudes, com sua prática, com sua maneira de viver.

Assim é a eucaristia que ele nos mandou celebrar. A oração Eucarística V diz: “mandando que se faça o mesmo que ele fez”. Que fez ele naquela Ceia derradeira? Entregou-se à morte de cruz. Para fazer o que ele fez basta repetir o seu gesto com o pão e o vinho e dizer as mesmas palavras dele? Não seria necessário também repetir a sua atitude, assumir o sacrifício em favor de todos?

José Luiz Gonzaga do Prado – Nova Resende – MG

  1. PROFISSÃO DE FÉ
  1. PRECES DA COMUNIDADE

Pres. Irmãos e irmãs, confiando no Senhor que vem ao encontro dos seus filhos para lhes propor um projeto de liberdade e de vida plena, elevemos a Deus as nossas preces e como resposta rezemos:

  1. Senhor, escutai a nossa prece!
  2. Pela Igreja, que sua fidelidade aos ensinamentos de Jesus se traduzam em fidelidade aos necessitados. Peçamos com fé:
  3. Pelas nossas lideranças leigas e ordenadas, para que sejam sinais da presença do Cristo no mundo. Peçamos com fé:
  4. Pelas nossas lideranças políticas, para que escolham a vida como prioridade em suas decisões. Peçamos com fé.

Preces espontâneas…

Pres. Tudo isso vos pedimos, ó Pai, por Cristo, nosso Senhor.

  1. Amém.

É o momento de trazer nossa oferta material para a manutenção das atividades de nossa comunidade

  1. CANTO DAS OFERTAS
  2. Nesta mesa da irmandade a nossa comunidade se oferece a ti, Senhor. Nosso sonho e nossa luta, nossa fé, nossa conduta te entregamos com amor.

Ref.: /:Novo jeito de sermos Igreja, nós buscamos, Senhor, na tua mesa.:/ (Bis)

  1. Neste pão te oferecemos os mutirões que fazemos, a partilha, a produção. Neste vinho a alegria que floresce cada dia dentro de nossa união.
  2. Nesta Bíblia bem aberta encontramos a luz certa para aqui te oferecer, ela reúne teu povo na busca de um mundo novo onde os pobres vão viver.

AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS

Pres. Participamos da Mesa da Palavra, agora, vamos trazer o pão consagrado à mesa e dar graças a Deus pela salvação operada através de seu Filho, presente no meio de nós. O Ministro deposita sobre o altar a Eucaristia enquanto a comunidade canta:

Pres. O Pai enviou-nos o seu Filho Unigênito para a nossa salvação.

Pres. O Senhor esteja com vocês.

  1. Ele está no meio de nós!

Pres. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

  1. É nosso dever e nossa salvação!

 

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS

Pres. Tendo celebrado vossa palavra de vida, oferecemos, agora, nossa fidelidade a vossa Palavra, nossa dedicação ao vosso serviço. Nosso coração está agradecido ao Senhor. Sejamos sinais de Sua presença neste mundo, como luz.

  1. A vós, Senhor, nossa honra, nosso louvor! Venha a nós vosso Reino de amor!

Pres. Bendito sejais, Senhor, por todas as nossas comunidades que se reúnem em torno do seu altar, que sejam sinal de Vossa presença no meio dos irmãos e irmãs que te buscam. Por Vossa misericórdia, fomos inseridos na vida divina. Sua luz se reparte e se espalha na vida de todos os cristãos dispersos pelo mundo inteiro.

  1. A vós, Senhor, nossa honra, nosso louvor! Venha a nós vosso Reino de amor!

Pres. Louvamos e bendizemos por homens e mulheres que, inspirados na Vossa Cruz, manifestam a Vossa luz com gestos e palavras de amor e bondade. São verdadeiros profetas da justiça, verdade e da paz.

  1. A vós, Senhor, nossa honra,nosso louvor! Venha a nós vosso Reino de amor!

Pres. Louvamos a Vós, Senhor Espírito Santo de Amo!  Congregais na unidade os que foram iluminados pela fé recebida no Batismo. A Vossa presença se manifesta em nossas comunidades. Na diversidade dos carismas, realizam a missão que Cristo nos deixou:

anunciar o Evangelho.

  1. A vós, Senhor, nossa honra, nosso louvor! Venha a nós vosso Reino de amor!

 

  1. RITO DA COMUNHÃO

Pres. Relembrando de Jesus que, muitas vezes, reuniu-se com os seus para comer e beber, revelando que o teu reino havia chegado, nós também nos alegramos com Ele nesta mesa. E tomando o pão consagrado, acrescenta:

Assim disse Jesus: “Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e comerei com ele e ele comigo”. (Ap 3,20)

  1. Senhor, eu não sou digno …

20.. CANTO DE COMUNHÃO

É comunhão, é comunhão

Em Jesus Cristo por inteiro neste pão

É comunhão, é comunhão

Com sua Igreja Missionária em ação.

 

1-É comunhão com o Deus vivo e verdadeiro

Que dia a dia vem em nossa direção/

Com Ele vamos revelar ao mundo inteiro/

Os horizontes da Evangelização.

 

2- É comunhão com o projeto de Jesus/

A Boa Nova que Ele veio revelar/

Que por amor aceitou morrer na cruz/

Para o seu povo oprimido resgatar.

 

3- É comunhão com o Espírito de Amor

Protagonista da Evangelização/

Ele revela os segredos do Senhor/

E guia a Igreja nos caminhos da missão.

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

Pres. Renovados pelo sacramento da nossa redenção, nós vos pedimos, ó Deus, que este alimento da salvação eterna nos faça progredir na verdadeira fé. Por Cristo, nosso Senhor. T. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  2. BENÇÃO

Pres.O Senhor esteja convosco.

  1. Ele está no meio de nós.

Pres. Deus vos abençoe e vos guarde.

  1. Amém!

Pres. Ele vos mostre sua face e se compadeça de vós.

  1. Amém!

Pres. Volva para vós o seu olhar e vos dê a sua paz.

  1. Amém!

Pres. Abençoe-vos o Deus todo poderoso, Pai e Filho † e Espírito Santo.

  1. Amém!
  2. CANTO FINAL

Ide pelo mundo, ide pelo mundo

e anunciai, e anunciai,

o Evangelho a toda criatura.

 

  1. Eu vós envio, servidores do Reino,

onde estiverdes eu convosco estarei.

Eu vos envio, despojados de tudo,

só levareis a bagagem do amor.

  1. Eu vos envio, promotores da paz,

ministros sois da reconciliação.

Eu vos envio, mensageiros alegres,

quem encontrardes tratareis com amor.

  1. Eu vos envio, testemunhas da vida,

clamor supremo, vocação universal.

Eu dou a todos vida plena e fecunda,

sinais de morte combatei, é o mal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui