Roteiro e reflexão 4º Domingo do Advento

159

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

RITOS INICIAIS

Organizar o espaço conforme o Tempo do Advento.

  1. REFRÃO MEDITATIVO

Louvarei a Deus, seu nome bendirei  

Louvarei a Deus, Ele é minha salvação

 

  1. CANTO DE ENTRADA

1- Senhor, vem salvar teu povo

Das trevas da escravidão

Só tu és nossa esperança

És nossa libertação!

Vem, Senhor

 Vem nos salvar

Com teu povo

Vem  caminhar! (Bis)

2- Contigo o deserto e fértil

A terra se abre em flor

Da rocha brota água viva

Da treva nasce o esplendor.

3- Tu marchas à nossa frente

És força, caminho e luz

Vem logo salvar teu povo

Não tardes, Senhor Jesus!

 

  1. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO

PR.Preparando nossa vida para o encontro com o Senhor, com alegria iniciemos este nosso encontro de irmãos:Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ass. Amém.

PR.A Graça e a paz de Deus, nosso Pai, do Senhor Jesus Cristo, nosso redentor, do Espírito Santo,nossa força, estejam sempre convosco.

Ass. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

O Senhor está para chegar! Nos alegremos pela proximidade da grande festa do Natal. Com a presença de Maria, aguardamos ansiosos o Menino Deus que vêm. Nós precisamos acolher Jesus e ajuda-lo a habitar este mundo. Sigamos como Maria, fieis e dedicados à construção do Reino.

5 – COROA DO ADVENTO

PR.Hoje acenderemos a vela 4ª vela: a BRANCA.Ela significa a paz que o Menino Deus veio trazer.Cantemos

CANTO

Acendemos hoje a última vela,

Pois tão logo o Emanuel vai chegar.

Com Maria, todos juntos, na espera,

“Deus-Conosco”, pro seu Reino implantar!

 

Meus irmãos, penitência e oração

Arrumemos nossa casa co’alegria!

Logo a ela, o Senhor vai chegar

pelo ventre imaculado de Maria.

 

PR.:Oremos: Acendendo esta vela, nós vos pedimos, ó Deus, que a luz da vossa graça sempre nos preceda e acompanhe para que, esperando ansiosamente avinda d’Aquele que a Virgem concebeu,possamos obter a vossa ajuda nesta vida e na outra. Por Cristo, nosso Senhor.

Ass. Amém!

  1. ATO PENITENCIAL

PR.Em Jesus Cristo, o Justo, que intercede por nós e nos reconcilia com o Pai,

abramos o nosso espírito ao arrependimento para sermos menos indignos de

aproximar-nos da mesa do Senhor. (silêncio)

PR: Confessemos os nossos pecados.

PR:Senhor, que vindes visitar vosso povo na paz, tende piedade de nós.

Ass. Senhor, piedade, piedade de nós.

PR:Cristo, que vindes salvar o que estava perdido, tende piedade de nós.

Ass. Senhor, piedade, piedade de nós.

PR:Senhor, que vindes criar um mundo novo, tende piedade de nós.

Ass. Senhor, piedade, piedade de nós.

PR: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Ass. Amém.

  1. ORAÇÃO DO DIA

PR.OREMOS:Derramai ó Deus, a vossa graça em nossos corações para que, conhecendo pela mensagem do Anjo a encarnação do vosso Filho, cheguemos por sua paixão e cruz, à glória da ressurreição. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. Ass. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

  1. PRIMEIRA LEITURA – Mq 5,1-4a

Da Profecia de Miquéias

  1. SALMO – 79(80)

Refrão: Iluminai a vossa face sobre nós,convertei-nos para que sejamos salvos!

  1. SEGUNDA LEITURA– Hb 10,5-10

Da Carta aos Hebreus

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Eis a serva do Senhor;cumpra-se em mim a tua palavra!

  1. EVANGELHO – Lc 1,39-45

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de Lucas

  1. HOMILIA

A Realidade

Quando o inquieto jovem Francisco descobriu que a pobreza é o caminho do Evangelho e pretendeu levar a todos essa descoberta, inventou o presépio. A reprodução visual da pobreza do nascimento de Jesus narrada no Evangelho segundo Lucas despertaria a Igreja e o mundo daquele tempo para a indispensável pobreza.

Até então o Natal não tinha a dimensão que tem hoje. Foi o presépio que fez do Natal a festa mais popular do cristianismo. Tornou-se tão popular que virou objeto de consumo e passou a servir como móvel da economia, motor da movimentação do comércio, da produção e do acúmulo de riqueza.

A Palavra

A Primeira Leitura e o Evangelho de hoje vêm nos dizer que os caminhos de Deus são muito diferentes dos nossos caminhos. Os caminhos de Deus são os caminhos dos pequenos e dos pobres.

A palavra do profeta Miquéias é aquela encontrada por Herodes para mandar os Magos a Belém. Belém era a menor das cidades de Judá, mas dali saiu Davi, o menor de oito irmãos que se tornou o grande rei. Agora Deus continua seguindo os mesmos caminhos, é do pequeno, do lugar pequeno, que se pode esperar a salvação.

O Evangelho nos conta uma história que nada tem de grandiosa. Uma jovem grávida há pouco vai prestar apoio a sua prima já idosa e no sexto mês de sua primeira gestação. Debaixo dessa simplicidade e pobreza está um grande acontecimento.

O Evangelho descreve a ida de Maria à casa da sua prima Isabel de maneira semelhante ao transporte da Arca da Aliança contada na Bíblia. A Arca da Aliança era o lugar da presença de Deus.

Assim, Maria é a Arca da Aliança que Isabel diz não merecer que entre em sua casa, como Davi havia dito. Diante dela João Batista dançou no ventre de sua mãe, como Davi dançou diante da Arca.

O Mistério

A Missa revela a grandeza das coisas pequenas. Os sinais que Jesus deixou, o pão e o vinho, são as coisas mais simples e comuns do dia a dia do seu povo e do seu tempo. Pouco a pouco, entretanto, empobrecemos ainda mais esses sinais, especialmente o do pão.

O “partir do pão”, nome que se dava à Missa, hoje quase não existe. O pão, se é que se vê mesmo pão nas hóstias, já vem partido. Nem por isso deixa de significar e antecipar o sonho de uma humanidade unida como os muitos grãos formam um só pão.

Padre José Luis Gonzaga do Prado

  1. PROFISSÃO DE FÉ

PR.:Professemos a nossa fé. Creio…

  1. PRECES DA ASSEMBLÉIA

PR.: Irmãos e irmãs,apresentemos a Deus nosso Pai, nossas orações, nos colocando como acolhedores fieis de sua Palavra de vida, digamos a cada prece:

Ass. Vinde, Senhor Jesus!

L.Senhor, fazei que todos os pastores da Igreja sejam sempre cooperadores da verdade. nós vos pedimos.

L.Senhor, fazei que cada cristão leigo e leiga,esteja em total disponibilidade ao vosso santo serviço, e que abençoeis o trabalho de nossas mãos, nós vos pedimos.

L.Senhor, que em nossas comunidades cristãs, sejamos solidáriosàs necessidades do nosso próximo com gestos de doação e gratuidade,nós vos pedimos.

L.Senhor, que vossa graça disponha nossos corações a acolher-vos e permanecer fiéis a vós., nós vos pedimos

PR.:Senhor nosso Deus, ouvi as preces que Vos dirigimos com fé, conduzi-nos à bem-aventurança celeste. Por Cristo nosso Senhor.

Ass. Amém.

LOUVAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CANTO DAS OFERTAS

É o momento de fazer nossa oferta para manter as necessidades da comunidade, cantemos:

A nossa oferta apresentamos no altar/ 

e Te pedimos vem Senhor, nos   libertar.

1- A chuva molhou a terá/ O homem plantou um grão/

a planta deu flor e frutos/   Do trigo se fez o pão.

2- O homem plantou videiras/ Cercou-as com seu carinho/

Da vinha brotou a uva/ Da uva se fez o vinho.

3- Os frutos da nossa terra/ e as lutas dos filhos teus/

Serão, pela tua graça/ Pão vivo que vem dos céus.

4- Recebe, Pai, nossas vidas/ Unidas ao pão e vinho/

e vem conduzir teu povo  / Guiando-o no teu caminho.

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS

PR.Irmãos e irmãs, vamos juntos dar graças a Deus, repartindo o Pão Consagrado, em memória de Jesus que se encontra em nossa mesa e nos dá o

seu perdão. Cantemos acolhendo o Pão Eucarístico.

Enquanto se faz um canto, o Ministro da Eucaristia traz o pão consagrado e o coloca sobre o altar. Todos fazem uma breve inclinação.

  1. O Senhor esteja com vocês.

Ass. Ele está no meio de nós!

  1. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

Ass. É nosso dever e nossa salvação!

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS:

PR.É muito bom vos louvar, ó Deus bondoso e fiel!Desde o começo do mundo, vos revelastes aos antigos Pais da fé como Deus santo e amigo da humanidade. Por meio dos profetas, falastes ao povo da Primeira Aliança e vossas palavras se cumpriram em Jesus, vosso Filho amado, a quem esperamos. Nossas obras de justiça e paz proclamem aos oprimidos que o Senhor Jesus vem. 

CANTO 

Minh’alma dá glórias ao Senhor

Meu coração bate alegre e feliz

Olhou para mim com tanto amor

Que me escolheu, me elegeu e me quis

E de hoje em diante eu já posso prever

Todos os povos vão me bendizer

O Poderoso lembrou-se de mim, Santo é seu nome sem fim

 

O povo dá glórias ao Senhor, seu coração bate alegre e feliz

Maria carrega o Salvador porque Deus Pai, sempre cumpre o que diz

E quando os povos aceitam lei passa de pai para filho seu dom

Das gerações Ele é mais do que rei, ele é Deus pai, ele é bom

 

Minh’alma dá glórias ao Senhor

Meu coração bate alegre e feliz

Olhou para mim com tanto amor

Que me escolheu, me elegeu e me quis

O orgulhoso Ele sabe dobrar, o poderoso Ele sabe enfrentar

O pobrezinho Ele defenderá, não nos abandonará

 

O povo dá glórias ao Senhor, seu coração bate alegre e feliz

Maria carrega o Salvador porque Deus Pai, sempre cumpre o que diz

Quem tem demais qualquer dia vai ver o que é ter fome e não ter pra comer

Quem passa fome comida terá, eis que a justiça virá

 

Minh’alma dá glórias ao Senhor

Meu coração bate alegre e feliz

Meu povo já sente o seu amor, Ele promete, Ele cumpre o que diz

Aos nossos pais Ele um dia jurou

Ele é fiel e jamais enganou, estamos perto da era do amor

Bendito seja o Senhor

PR.Ó Deus, criador do céu e da terra, os nossos louvores e as nossas preces cheguem a vós pelas mãos daquele que é nosso único mediador, Jesus Cristo, nosso Senhor, por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou:

Ass. Pai nosso…,

  1. RITO DA COMUNHÃO

PR.Irmãos e irmãs, participemos da comunhão do Corpo do Senhor em profunda unidade com nossos irmãos que, neste dia, tomam parte da Celebração Eucarística, memorial vivo da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. O Corpo de Cristo será nosso alimento.

PR.Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Ass:  Senhor, eu não sou digno …

  1. CANTO DE COMUNHÃO 

Da cepa brotou a rama,/ Da rama brotou a flor,

Da flor nasceu Maria,/ De Maria, o Salvador (bis).

1-O Espírito de Deus/ Sobre ele pousará/

De saber, de entendimento/

Este Espírito será/ De conselho e fortaleza/

De ciência e de temor/

Achará sua alegria/ No temor do seu Senhor.

2- Não será pela ilusão/ Do olhar, do ouvir falar/

Que ele irá julgar os homens/

Como é praxe acontecer/ Mas os pobres desta terra/

Com justiça julgará/ e dos fracos o direito/

Ele é quem defenderá.

3- A palavra de sua boca/ Ferirá o violento/

E o sopro de seus lábios/

Matará o avarento/ A justiça é o cinto/

Que circunda a sua cintura/

E o manto da lealdade/ É a sua vestidura.

4- Neste dia, neste dia/ O incrível, verdadeiro/

Coisa que nunca se viu/

Morar lobo com cordeiro/ A comer do mesmo pasto/

Tigre e boi, burro e leão/

Por um menino guiados/ Se confraternizarão.

5- Um menino, uma criança/ Com as feras a brincar/

E nenhum mal nenhum dano/

Mais na terra se fará/ Da ciência do Senhor/

Cheio o mundo estará/

Como o sol inunda a terra/ E as águas enchem o mar.

6- Neste dia, neste dia/ O Senhor estenderá/

Sua mão libertadora/

Pra seu povo resgatar/ Estandarte para os povos/

O Senhor levantará/

A seu povo, a sua Igreja/ Toda a terra acorrerá.

7- A inveja, a opressão/ Entre irmãos se acabará/

E a comunhão de todos/

O inimigo vencerá/  Poderosa mão de Deus/

Fez no Egito o mar secar/

Para o resto do seu povo/ Um caminho abrirá.

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

PR.Ó Deus todo-poderoso, tendo nós recebido o penhor da eterna redenção,fazei que, ao aproximar-se a festa da salvação, nos preparemos com maior empenho para celebrar dignamente o mistério do vosso Filho. Que vive e reina

para sempre. Ass. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  2. BENÇÃO FINAL

PR: O Senhor esteja convosco.

Ass.Ele está no meio de nós.

PR: O Senhor todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo nos abençoe e nos guarde.

Ass.Amém!

  1. CANTO FINAL

1-Um pouco além do presente,

alegre o futuro anuncia,

a fuga das sombras da noite

a luz de um bem novo dia:

Venha teu reino Senhor, a festa da vida recria,

a nossa espera e ardor/  transforma em plena alegria.

Aê, aê, aê, aê, aê.

2- Botão de esperança se abre, prenuncio da flor que se faz,

promessa da sua presença,  que vida abundante nos traz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui