Roteiro e reflexão 33º Domingo do Tempo Comum

380

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

 

  1. REFRÃO MEDITATIVO

Deus é amor, arrisquemos viver por amor

Deus é      amor, ele afasta o medo.

RITOS INICIAIS

  1. CANTO DE ABERTURA

Nossos corações em festa / Se revestem de louvor,

Pois, aqui se manifesta /  A vontade do Senhor

Que nos quer um povo unido  /  A serviço da missão

Animado e destemido /  Por amor e vocação!

 

Cristo, Mestre e Senhor, Pois, eterno é seu amor

Nesta fonte de água viva / Somos hoje seus convivas (Bis).

 

Nossos passos já se encontram / A caminho do altar

Nossas vozes já decantam / O que vimos proclamar

Neste mundo tão bonito / Mas que pede redenção

Nosso “sim” ao Deus bendito / Por amor e vocação!

 

  1. SAUDAÇÃO

Pres. Iniciemos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

  1. Amém

Pres. O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco.

T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

O(a) animador(a), com breves palavras, acolhe as pessoas, introduz o sentido do domingo. Hoje em todas as cidades brasileiras, estamos escolhendo os vereadores e vereadoras, prefeitos e prefeitas. A participação política é uma forma de implementar a solidariedade e a justiça. Celebramos o Dia Mundial do Pobre, que os eleitos neste domingo, possam cumprir com seu dever cristão de promoção do bem comum. O papa Francisco nos diz “o encontro com uma pessoa em condições de pobreza não cessa de nos provocar e questionar. Estender a mão é um sinal que apela imediatamente à proximidade, à solidariedade, ao amor”.

  1. ATO PENITENCIAL

Pres. No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer para o pecado e ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai.

(Silêncio)

Pres. Tende compaixão de nós, Senhor.

  1. Porque somos pecadores.

Pres. Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia.

  1. E dai-nos a vossa salvação.

Pres. Deus todo-poderoso, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Pres: Senhor, tende piedade de nós.

Ass: Senhor, tende piedade de nós.

Pres: Cristo, tende piedade de nós.

Ass: Cristo, tende piedade de nós.

Pres: Senhor, tende piedade de nós.

Ass: Senhor, tende piedade de nós.

  1. GLÓRIA

Glória a Deus nas alturas

e paz na terra aos homens por ele amados

Senhor Deus, rei dos céus, Deus Pai todo poderoso

 

Nós vos louvamos

Nós vos bendizemos

Nós vos adoramos

Nós vos glorificamos

Nós vos damos graças, por vossa imensa glória.

 

Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito

Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai

 

Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós

Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica

Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós

 

Só vós sois Santo

Só vós o Senhor

Só vós o altíssimo, Jesus Cristo

Com o Espírito Santo

Na glória de Deus Pai. Amém!

 

  1. ORAÇÃO DO DIA

Pres. Oremos (silêncio): Senhor nosso Deus, fazei que a nossa alegria consista em Vos servir de todo o coração, pois só teremos felicidade completa servindo a Vós, o criador de todas as coisas. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. T. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

  1. PRIMEIRA LEITURA – Pr 31,10-13.19-20.30-31

Do Livro dos Provérbios

  1. SALMO – 127(128)

Refrão: Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos!

  1. SEGUNDA LEITURA – 1Ts 5,1-6

Da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

 Aleluia, aleluia, aleluia

Ficai em mim, e eu em vós hei de ficar, diz o Senhor; quem em mim permanece, esse

dá muito fruto.

  1. EVANGELHO – Mt 25,14-30

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de Mateus

  1. HOMILIA

O Evangelho dessa solenidade de todos os Santos já nos surpreende quando diz que bem-aventurado, feliz, é o pobre e o perseguido. E as duas bem-aventuranças têm em comum que deles é, no presente, o Reino dos Céus. Não se trata do céu como entendemos. A palavra Céus aí está apenas substituindo a palavra Deus. A eles já pertence o Reinado de Deus aqui na terra, o começo de outro mundo possível, sim, mas onde o joio ainda se mistura ao trigo.

Uma multidão de sofredores seguia Jesus. Por isso, ele dá aos discípulos estas instruções: O pobre por espírito, por convicção interior, e o perseguido, odiado por sonhar com o Reinado do Pai de todos, são eles que realizam esse Reinado.

Aí, todos sofredores, os que choram, os que têm fome e sede, os mansos ou carentes, vão, no futuro, sair do seu sofrimento. Os que contribuem para o Reinado com mente limpa, misericórdia e luta pela paz, também receberão sua recompensa. Mas os santos, aqueles a quem já pertence o Reinado de Deus, são os pobres por espírito e os perseguidos. E são felizes, porque plenamente realizados.

O Apocalipse, para dar esperança a comunidades cristãs pobres e vítimas de perseguição, fala de uma visão do céu. Lá estão os vencedores, vestem branco como faixa de campeão e, nas mãos, têm palmas como troféus. De onde vieram eles? Da luta identificada com a do Cordeiro.

Todos somos santos, diz a Segunda Leitura, só que ainda não apareceu. Somos apenas o botão, no meio de muitas lutas, a flor ainda não desabrochou. Quando Ele aparecer, a flor vai se abrir.

O Mistério

A Eucaristia celebra “o sangue do Cordeiro” no qual os santos alvejaram suas vestes, conseguiram a veste branca, a faixa de campeões. Celebra o pobre perseguido que tira o pecado do mundo, que começa o outro mundo possível, invertendo os critérios. Agora ser feliz e realizado não é ter tudo e estar acima de todos. É sacrificar tudo e assumir o último lugar. Só o pão partido e repartido celebra o mundo de verdadeiros irmãos.

  1. CREIO
  1. PRECES DA COMUNIDADE

Pres. Irmãos e irmãs, atentos ao convite do Senhor, apresentemos a Deus Pai nossos pedidos.

  1. Senhor, “Estende a tua mão ao pobre”!

1)  Rezemos pela Igreja, para que seja sempre fiel servidora do Reino, por meio de seus ministros, pastorais, movimentos e serviços. Peçamos com fé.

2) Rezemos por nossas comunidades, para que acolham com carinho e misericórdia a todos e todas que ali buscam um ponto de apoio e reconciliação. Peçamos com fé:

3) Olhai por todos e todas, reunidos nesta comunidade de fé, para que estejamos sempre dispostos a acolher ao pobre que vem ao nosso encontro, neste Dia Mundial do Pobre possamos abrir nosso coração para a conversão. Peçamos com fé:

4) Por todos os que lutam por justiça, para que a luz de Cristo o conduza no caminho da justiça e da paz. Peçamos com fé.

Pres. Tudo isso vos pedimos, ó Pai, por Cristo, nosso Senhor.

  1. Amém.

 

É o momento de trazer nossa oferta material para a manutenção das atividades de nossa comunidade

  1. CANTO DAS OFERTAS
  2. Bendito seja Deus Pai, do universo

criador, pelo pão que nós recebemos, foi

de graça e com amor.

O homem que trabalha faz a terra

produzir. O trabalho multiplica os dons

que nós vamos repartir.

  1. Bendito seja Deus Pai, do universo o

criador, pelo vinho que nós recebemos, foi

de graça e com amor.

  1. E nós participamos da construção

do mundo novo. Com Deus, que jamais

despreza nossa imensa pequenez.

AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS

Pres. Renovados pelo Deus-Palavra, acolhamos agora o Deus-Alimento, força de nossa caminhada. O Ministro deposita sobre o altar a Eucaristia enquanto a comunidade canta:

Pres. O Pai enviou-nos o seu Filho Unigênito para a nossa salvação.

Pres. O Senhor esteja com vocês.

  1. Ele está no meio de nós!

Pres. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

  1. É nosso dever e nossa salvação!

 

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS

 

Pres. Irmãos e Irmãs, louvemos a Deus por seu grande amor por nós. Ele nos cumula de dons, carismas e ministérios para o bem e a edificação do seu Reino. Esta é a esperança que desejamos viver e comunicar ao mundo. Louvemos a Deus por fortalecer nossa caminhada e reanimar nossa esperança no Reino

  1. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor.

Pres. Louvemos a Deus pela vida dos seguidores de Jesus. Homens e mulheres que vivem de olhos abertos às vindas surpresas de Deus. Com os ouvidos atentos para escutar sua presença no clamor do povo. Com estes dons nos reconhecemos como filhos amados e podemos servir os irmãos e irmãs. A solidariedade, a justiça e a paz acontecem por mãos que receberam e sabem partilhar

  1. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor.

Pres. A Igreja, é sinal da Vossa presença no mundo. Ajudai a todos os batizados a assumirem seu compromisso de evangelizadores no dia a dia. O mundo novo se constrói pela nossa oração, fé, testemunho e vivência da Palavra de Deus e dos Sacramentos que recebemos e partilhamos com os que nada possuem.

  1. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor.

Pres. Nós Te bendizemos pelo Espírito que vivifica e fortalece essa mesma Igreja. Ó Deus da sabedoria, do amor e de bondade, Como é bom agradecermos ao Senhor e cantar Salmos de louvor ao Deus Altíssimo! Recebei, ó Pai Santo, os nossos agradecimentos e guarda-nos em teu coração

  1. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor.

Pres. Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela sabedoria do Evangelho, ousamos dizer:

Pai nosso… pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

  1. RITO DA COMUNHÃO

Pres. Relembrando de Jesus que, muitas vezes, reuniu-se com os seus para comer e beber, revelando que o teu reino havia chegado, nós também nos alegramos com Ele nesta mesa. E tomando o pão consagrado, acrescenta:

Quem vem a mim nunca mais terá fome e o que crê em mim nunca mais terá sede.

Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo!

  1. Senhor, eu não sou digno …

20.. CANTO DE COMUNHÃO

1)Vejam, eu andei pelas vilas,

apontei as saídas,

Como o Pai me pediu,

Portas, eu cheguei para abrí-las

Eu curei as feridas como nunca se viu

Por onde formos também nós,

Que brilhe a tua luz

Fala Senhor a nossa voz,

em nossa vida

Nosso caminho então conduz,

queremos ser assim

Que o Pão da Vida nos revigore

no nosso Sim!

 

2) Vejam, fiz de novo a leitura,

das raízes da vida

Que meu Pai vê melhor.

Luzes, acendi com brandura,

para ovelha perdida

Não medi meu suor.ref..

 

3) Vejam, procurei bem aqueles,

que ninguém procurava

E falei de meu Pai.

Pobres , a esperança que é deles,

eu não quis ser escravo

De um poder que retrai.ref…

 

4) Vejam, semeei consciência,

nos caminhos do povo

Pois o Pai quer assim

Tramas, enfrentei prepotência,

dos que temem o novo

Qual perigo sem fim .ref..

 

5) Vejam, eu quebrei as algemas,

levantei os caídos

Do meu Pai fui as mãos

Laços, recusei os esquemas,

eu não quero oprimidos /

Quero um povo de irmãos.ref..

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

Pres. Tendo participado desta celebração em honra de Vossa Santa Palavra, Senhor, nós Vos pedimos que sejamos por Ela instruídos e aprendamos a partilhar nossos dons com nossos irmãos e irmãs. Por Cristo, nosso Senhor.  T. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  2. BENÇÃO

Pres. O Senhor esteja convosco.

  1. Ele está no meio de nós.

Pres. Deus vos abençoe e vos guarde.

  1. Amém.

Pres. Ele vos mostre sua face e se compadeça de vós.

  1. Amém.

Pres. Volva para vós o seu olhar e vos dê a sua paz.

  1. Amém.

Pres. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.

  1. Amém.

Pres. Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe.

  1. T. Graças a Deus.
  1. CANTO FINAL

A necessidade era tanta e tamanha

Que a fraternidade saiu em campanha,

Andou pelos vales, subiu as montanhas

Foi levar o seu pão.

A dor era tanta, a injustiça tamanha,

Que a luz de Jesus que o seu povo acompanha

O iluminou pra viver em campanha

Em favor dos irmãos.

 

Um só coração e uma só alma,

Um só sentimento em favor dos pequenos

E o desejo feliz

De tornar o país

Mais irmão e fraterno

Vão fazer de nós

Povo do Senhor

Construtores do amor,

Operários da paz,

Mais fiéis a Jesus;

Vão fazer nossa igreja

Uma Igreja mais santa

E mais plena de luz.

 

Erguer as mãos com alegria

Mas repartir também o pão de cada dia! (3v)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui