Roteiro e reflexão 26 Domingo do Tempo Comum

173

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

RITOS INICIAIS

Preparar algo que lembre os 50 anos do Mês da Bíblia no Brasil. Marcar o Dia Nacional da Bíblia.

  1. REFRÃO MEDITATIVO

Tua Palavra é lâmpada para meus pés Senhor,

Lâmpada para meus pés, Senhor,

Luz para o meu caminho.

Lâmpada para os meus pés, Senhor,

Luz para o meu caminho. (bis)

 

  1. CANTO DE ENTRADA

Toda bíblia é comunicação

De um Deus amor, de um Deus irmão.

É feliz quem crê na revelação,

Quem tem Deus no coração.

1.Jesus Cristo é a palavra,

Pura imagem de Deus pai.

Ele é vida e verdade, a suprema caridade.

2.Os profetas sempre mostram

a verdade do senhor.

Precisamos ser profetas

para o mundo ser melhor.

3.Nossa fé se fundamenta

na palavra dos apóstolos.

João, Mateus, Marcos e Lucas

transmitiam essa fé.

4.Vinde a nós, ó santo espírito,

vinde nos iluminar.

A palavra que nos salva,

nós queremos conservar.

  1. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
  2. Iniciemos este nosso encontro de irmãos: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ass. Amém.
  3. O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco.

Ass. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

O mês de setembro é tradicionalmente conhecido como o mês da Bíblia, uma homenagem a São Jerônimo, cuja festa é celebrada dia 30. A Bíblia não exige perfeição nenhuma, ela propõe um caminho de santificação por meio da Palavra de Deus que vem ao nosso encontro. Estejamos abertos ao seu chamado!

  1. ATO PENITENCIAL
  2. No início desta celebração, peçamos a conversão do coração, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. (silencio)

PR: Confessemos os nossos pecados.

AS: Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos, e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.

PR: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

PR: Senhor, tende piedade de nós.

AS: Senhor, tende piedade de nós.

PR: Cristo, tende piedade de nós.

AS: Cristo, tende piedade de nós.

PR: Senhor, tende piedade de nós.

AS: Senhor, tende piedade de nós.

  1. GLÓRIA

Ref.: Glória, glória, glória aleluia! Glória, glória, glória aleluia! Glória, glória, glória a Deus nos altos céus paz na terra a todos nós!

  1. Deus e Pai, nós vos louvamos, glória a Deus! Adoramos, bendizemos, glória a Deus. Damos glória ao vosso nome, glória a Deus! Vossos dons agradecemos.
  2. Senhor nosso Jesus Cristo, glória a Deus! Unigênito do Pai, glória a Deus. Vós de Deus Cordeiro Santo, glória a Deus! Nossas culpas perdoai.
  3. Vós que estais junto ao Pai, glória a Deus! Como nosso intercessor, glória a Deus. Atendei nossos pedidos, glória a Deus! Atendei nosso clamor.
  4. Vós somente sois o santo, glória a Deus! O altíssimo Senhor, glória a Deus com o Espírito divino, glória a Deus! De Deus Pai no resplendor.

 

  1. ORAÇÃO DO DIA
  2. OREMOS: Ó Deus, que mostrais vosso poder sobretudo no perdão e na misericórdia, derramai sempre em nós a vossa graça, para que, caminhando ao encontro das vossas promessas, alcancemos os bens que nos reservais. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Ass. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

ENTRADA DA BÍBLIA

A comunidade dança alegre e canta, / acolhendo

agora a Palavra santa.

1 – A Palavra vem, vem nos libertar, / como um

vento forte a nos arrastar.

2 – Vamos caminhar, irmãs e irmãos, / já chegou

a hora da nossa missão.

3 – Aleluia, irmãos, Jesus vai falar, / o santo

Evangelho vamos aclamar!

  1. PRIMEIRA LEITURA – Nm 11,25-29

Do Livro dos Números

  1. SALMO – 18(19)

Refrão: A lei do Senhor Deus é perfeita, alegria ao coração.

  1. SEGUNDA LEITURA – Tg 5,1-6

Da Carta de São Tiago

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, aleluia, aleluia

Vossa palavra é verdade, orienta e dá vigor; na verdade santifica vosso povo, ó Senhor.

  1. EVANGELHO – Mc 9,38-43.45.47-48

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de Marcos

  1. HOMILIA

A Realidade

“Nessa comunidade sou só eu, ninguém ajuda, ninguém quer saber de nada!” Posso responder?  – Porque você assim quer!

Trabalho conjunto exige paixão pela comunidade e ódio por mim mesmo. Quando a gente só pensa em se projetar – e quem está vacinado contra essa tentação? – tudo faz para que ninguém se aproxime ou venha com algo que não sirva para a minha pessoa. Naturalmente fico sozinho ou com meu pequeno grupo, porque ninguém mais serve. A recusa do outro é uma afirmação de mim mesmo.

A Palavra

Jesus está no caminho para Jerusalém, para o grande conflito que terminará na cruz. O caminho é cheio de dificuldades: Os doze, que representam os dirigentes e um grupo tradicional de cristãos judeus, discutem sobre quem é o maior. Jesus coloca no meio o pequenino, a criança (Mc 9, 33-37).

Já no trecho evangélico de hoje, João, importante entre os doze, não quer ajuda de outros, “pois eles não nos acompanham”. Se não acompanha o grupo, não pode colaborar. Ou se submete, ou cai fora! Isso é ocasião para a frase de Jesus: “Quem não está contra nós está a nosso favor!”. É fundamental na organização das comunidades.

A Primeira Leitura traz episódio semelhante e diálogo entre Josué e Moisés, que termina com a frase também fundamental: “Quem dera todo o povo do Senhor fosse profeta!”.

E os maus exemplos? É preferível morrer afogado com uma enorme pedra amarrada ao pescoço a escandalizar os pequeninos, já apontados como modelos para quem quer se integrar na comunidade.

Deve-se cortar toda atividade (mão), comportamento (pé) ou cobiça (olho) que só visam a grandeza pessoal. Levam à Geena, o lixão, que sempre tem fogo e sempre cheio de vermes.

Na Segunda Leitura o escrito de Tiago, das comunidades de cristãos judeus, lembra que lá havia ricos, que só pensavam em engordar mais e mais, explorando os trabalhadores. Como o destino da boiada que engorda no pasto ou no estábulo, o seu é também a morte.

O Mistério

A Eucaristia nos faz Igreja, comunidade de amor. Igreja é estrutura de participação, não de poder ou de competição. Celebrar a morte dAquele que livremente dá a vida pelos outros, não pode jamais ser motivo de exaltação, poder ou grandeza de quem quer que seja. Fazer Igreja é juntar-se aos pequeninos.

 Padre José Luis Gonzaga do Prado

  1. PROFISSÃO DE FÉ
  1. PRECES DA ASSEMBLÉIA

PR.: Irmãos e irmãs, animados pela Palavra que ouvimos, elevemos nossas preces ao Pai rezando juntos:

Ass. Senhor, fortalecei-nos com Tua Palavra.

  1. Senhor, por sua Igreja, para que ouvindo e meditando a Vossa Palavra, possa se tornar toda Sinodal, rezemos juntos.
  2. Senhor, pelas comunidades que se reúnem em torno de Tua Palavra, para que se tornem verdadeiras “Casas da Palavra” e “Casas da Caridade”, rezemos juntos.
  3. Senhor, por nossas famílias, para que encontrem na Palavra, o caminho da justiça e fraternidade, rezemos juntos.
  4. Senhor, fortalecei os que trabalham pela justiça e a inclusão social, animai-os com Vosso Espirito Santo, rezemos juntos.

 

  1. Acolhei nossas orações, ó Pai, rico em ternura e misericórdia, por Cristo Nosso Senhor.

AS: Amém

LOUVAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CANTO DAS OFERTAS

É o momento de fazer nossa oferta para manter as necessidades da comunidade, cantemos:

  1. Nesta mesa da irmandade a nossa comunidade se oferece a ti, Senhor. Nosso sonho e nossa luta, nossa fé, nossa conduta te entregamos com amor.

Ref.: /:Novo jeito de sermos Igreja, nós buscamos, Senhor, na tua mesa.:/ (Bis)

  1. Neste pão te oferecemos os mutirões que fazemos, a partilha, a produção. Neste vinho a alegria que floresce cada dia dentro de nossa união.
  2. Nesta Bíblia bem aberta encontramos a luz certa para aqui te oferecer, ela reúne teu povo na busca de um mundo novo onde os pobres vão viver.
  3. Nosso coração inteiro, Deus humano e companheiro, deixamos no teu altar. Nosso canto e a memória do martírio e da vitória nós trazemos pra te dar.

 

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS

Enquanto se faz um canto, o Ministro da Eucaristia traz o pão consagrado e o coloca sobre o altar. Todos fazem uma breve inclinação.

 

  1. Irmãos e irmãs, vamos juntos dar graças a Deus, repartindo o Pão Consagrado, em memória de Jesus que se encontra em nossa mesa e nos dá o

seu perdão. Cantemos acolhendo o Pão Eucarístico.

 

  1. O Senhor esteja com vocês.

Ass. Ele está no meio de nós!

  1. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

Ass. É nosso dever e nossa salvação!

 

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS:
  2. Irmãos e irmãs, Jesus é a Palavra encarnada do Pai. N’Ele se cumprem todas as promessas feitas no Primeiro Testamento. Louvemos a Deus que se revela na Palavra viva que alimenta nossa fé.

Ass. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor! (bis)

  1. Elevemos ao Deus Uno e Trino nosso louvor. Ele que conduziu os antepassados para um mundo novo de justiça e fraternidade, mantendo-os sempre vivos na esperança. Graças aos Apóstolos, testemunhas que viveram com Jesus Cristo, chega até nós a Boa-Notícia da Salvação proclamada pelo Filho de Deus.

Ass. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor! (bis)

  1. Louvemos a Deus, Uno e Trino, que inspira e sustenta homens e mulheres no estudo, contemplação, ensino e testemunho da Palavra de Deus. Por eles, muitos irmãos e irmãs encontram o caminho da salvação!

Ass. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor! (bis)

  1. Por este sinal do Corpo do teu Filho, expressamos nosso desejo de corresponder com mais fidelidade à missão que nos deste e invocamos sobre nós o teu Espírito. Apressa o tempo da vinda do teu reino e recebe o louvor de todo o universo e de todas as pessoas que te buscam.

Ass. Glória a ti, Senhor, toda graça e louvor! (bis)

  1. Ó Deus, criador do céu e da terra, os nossos louvores e as nossas preces cheguem a vós pelas mãos daquele que é nosso único mediador, Jesus Cristo, nosso Senhor, por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou:

Ass. Pai nosso…,

  1. RITO DA COMUNHÃO
  2. Irmãos e irmãs, participemos da comunhão do Corpo do Senhor em profunda unidade com nossos irmãos que, neste dia, tomam parte da Celebração Eucarística, memorial vivo da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. O Corpo de Cristo será nosso alimento.

 

  1. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Ass:  Senhor, eu não sou digno …

  1. CANTO DE COMUNHÃO

1- Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão

Se fecharem os poucos caminhos, mil trilhas nascerão

Muito tempo não dura a verdade,

nestas margens estreitas demais

Deus criou o infinito

pra vida ser sempre mais

É Jesus esse pão de igualdade 

Viemos pra comungar

Com a luta sofrida do povo

que quer ter voz, ter vez, lugar

Comungar é tornar-se um perigo

Viemos pra incomodar

Com a fé e união nossos passos

um dia vão chegar

2 – O Espírito é vento incessante, que nada há de prender

Ele sopra até no absurdo, que a gente não quer ver.

3 – No banquete da festa de uns poucos, só rico se sentou

Nosso Deus fica ao lado dos pobres, colhendo o que sobrou.

4 -O poder tem raízes na areia, o tempo faz cair.

União é a rocha que o povo,  usou pra construir.

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
  2. Ó Deus, que a comunhão nesta Eucaristia renove a nossa vida para que, participando da paixão de Cristo neste mistério, e anunciando a sua morte, sejamos herdeiros da sua glória. Por Cristo, nosso Senhor. Ass. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  1. BENÇÃO FINAL

PR: O Senhor esteja convosco.

Ass.  Ele está no meio de nós.

PR: Que Deus todo-poderoso vos livre sempre de toda adversidade e derrame sobre vós as suas bênçãos.

AS: Amém.

PR: Torne os vossos corações atentos à sua palavra, a fim de que transbordeis de alegria divina.

AS: Amém.

PR: Assim, abraçando o bem e a justiça, possais correr sempre pelo caminho dos mandamentos divinos e tornar-vos co-herdeiros dos santos.

AS: Amém.

PR: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ✠ e Espírito Santo.

AS: Amém.

PR: Anunciando Jesus, o Filho de Deus, a todos com alegria, ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

Ass.  Graças a Deus.

  1. CANTO FINAL
  2. Senhor, eu quero te agradecer de todos os dias a gente poder conversar. Senhor, o mundo precisa te conhecer. Mas eu te prometo que vou evangelizar.

Ref.: Eu quero te dizer agora que eu já vou embora, evangelizar.

  1. Senhor, às vezes me ponho a rezar. E peço o fim da violência e da fome do Irmão. Senhor, que chegue a todos os povos a graça, o perdão, o anúncio da Salvação.
  2. Senhor, às vezes me ponho a rezar e peço a você pra que fique mais perto de mim. Senhor, às vezes me ponho a chorar, e não compreendo por que o mundo sofre sem fim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui