Roteiro e reflexão 23º Domingo Tempo Comum

398

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

 

23º DOMINGO – 06 de setembro de 2020 – Ano A

 

CHEGADA

O espaço pode ser preparado com a bandeira do Brasil, cartaz do Grito dos Excluídos, bandeiras das lutas do povo da comunidade e de movimentos populares que defendem a causa da vida e do trabalhador.

  1. Refrão meditativo

Tua palavra é lâmpada para meus pés, Senhor.

/: Lâmpada para meus pés e luz, luz para meu cami – nho. :/ (bis)

 

RITOS INICIAIS

  1. CANTO DE ABERTURA

Toda bíblia é comunicação

De um Deus amor, de um Deus irmão.

É feliz quem crê na revelação,

Quem tem Deus no coração.

 

Jesus cristo é a palavra,

Pura imagem de Deus pai.

Ele é vida e verdade, a suprema caridade.

 

Os profetas sempre mostram

a verdade do senhor.

Precisamos ser profetas

para o mundo ser melhor.

 

Nossa fé se fundamenta

na palavra dos apóstolos.

João, Mateus, Marcos e Lucas

transmitiam essa fé.

 

Vinde a nós, ó santo espírito,

vinde nos iluminar.

A palavra que nos salva,

nós queremos conservar.

 

  1. SAUDAÇÃO

Pres. Iniciemos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

  1. Amém

Pres. O Senhor, que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo, estejam convosco.

T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

O(a) animador(a), com breves palavras, acolhe as pessoas, introduz o sentido do domingo. Lembrar que estamos iniciando o mês da Bíblia e que amanhã, segunda-feira é o dia 07 de setembro e a Igreja no Brasil realiza o 26º Grito dos Excluídos e das Excluídas. Rezemos pela justiça e sabedoria dos governantes na condução do país. Rezemos pela consciência e responsabilidade de todos os brasileiros para que todos tenham terra, teto e trabalho.

  1. ATO PENITENCIAL

Pres. Em Jesus Cristo, o Justo, que intercede por nós e nos reconcilia com o Pai, abramos o nosso espírito ao arrependimento. Cantando, peçamos ao Senhor que tenha piedade de nós.

  1. Eu confesso a Deus e a vós irmãos, tantas vezes pequei não fui fiél: Pensamentos e palavras, atitudes e omissões…. Por minha culpa, tão grande culpa.

Senhor, piedade!   Cristo piedade! Tem piedade, ó Senhor (2x)

  • Peço a virgem Maria, nossa mãe e a vós, meus irmãos, rogueis por mim. A Deus pai que nos perdoa e nos sustenta por sua mão. Por teu amor, Teu grande amor

 

Pres: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

  1. Amém.

 

  1. GLÓRIA
  2. Glória a Deus nos altos céus! / Paz na terra a seus amados! / A vós louvam, Rei

Celeste, / os que foram libertados.

Refrão: Glória a Deus, lá nos céus, / e paz aos seus. Amém!

  1. Deus e Pai, nós vos louvamos, / adoramos, bendizemos; / damos glória ao vosso nome, / vossos dons agradecemos.
  2. Senhor nosso, Jesus Cristo, / Unigênito do Pai, / Vós, de Deus Cordeiro Santo, /

nossas culpas perdoai! /

4.Vós que estais junto do Pai/ como nosso intercessor, / acolhei nossos pedidos, / atendei nosso clamor!

  1. Vós somente sois o Santo, / o Altíssimo, o Senhor, / com o Espírito Divino, / de Deus Pai no esplendor.
  2. ORAÇÃO DO DIA

Pres. Oremos (silêncio): Ó Deus, Pai de bondade, que nos redimistes e adotastes como filhos e filhas, concedei aos que creem no Cristo a verdadeira liberdade e a herança eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. T. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

A Palavra de Deus é vida que transforma o coração. É luz que ilumina e nos guia na escuridão

Entrada da Bíblia

Escuta, Israel, Javé teu Deus, quer falar.(2x)

 

Fala, Senhor Javé , Israel quer te escutar

Fala, Senhor Javé, Israel quer te escutar.

 

  1. PRIMEIRA LEITURA – Ez 33, 7-9

Da profecia de Ezequiel

 

  1. SALMO – Sl 94

Refrão: Não fecheis o coração, / Ouvi, hoje, a voz de Deus!

  1. SEGUNDA LEITURA – Rm 13, 8-10

Da Carta de São Paulo aos Romanos.

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Refrão: Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia! (Bis)

  1. O Senhor reconciliou o mundo em Cristo, / Confiando-nos sua Palavra, / A Palavra da reconciliação, / A Palavra que, hoje, aqui, nos salva!
  2. EVANGELHO – Mt 18, 15-20

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de Mateus

  1. HOMILIA

Jesus traz normas simples e concretas de como proceder no caso de algum conflito na comunidade. Se um irmão ou uma irmã pecar, isto é, se tiver um comportamento não de acordo com a vida da comunidade, não se deve logo denunciá-los. Primeiro, procure conversar a sós. Procure saber os motivos do outro. Se não der resultado, leve mais duas ou três pessoas da comunidade, para ver se conseguem algum resultado. Só em caso extremo, deve levar o problema para a comunidade toda. E se a pessoa não quiser escutar a comunidade, que ela seja para você como um publicano ou pagão, isto é, como alguém que já não faz parte da comunidade. Não é você que a está excluindo, mas é a pessoa que se exclui a si mesma.

Essa exclusão não significa que a pessoa seja abandonada à sua própria sorte. Ela pode estar separada da comunidade, mas não estará separada de Deus. Caso a conversa na comunidade não der resultado, e a pessoa não quiser integrar-se na vida da comunidade, resta o último recurso de rezar juntos ao Pai para conseguir a reconciliação. E Jesus garante que o Pai vai atender.

O motivo da certeza de ser ouvido é a promessa de Jesus: “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, estarei no meio deles!” Jesus diz que ele é o centro, o eixo, da comunidade e, como tal, junto com a comunidade estará rezando ao Pai, para que conceda o dom do retorno ao irmão ou à irmã que se excluiu.

Texto de Mesters, Lopes e Orofino.

  1. CREIO
  1. PRECES DA COMUNIDADE

Pres. Irmãos e irmãs, elevemos confiantes os nossos pedidos e orações ao Pai por meio de Jesus Cristo. Peçamos com fé:

  1. Senhor, escutai o nosso grito em defesa da vida!

1)  Pela Igreja de Cristo, para que, seguindo o ministério do Papa Francisco, possa ser presença junto aos mais necessitados, peçamos com fé:

2) Pelos que se dedicam ao trabalho de organizar o povo em prol de terra, teto e trabalho, para que encontrem junto as nossas comunidades, aliados em seu processo de organização e luta, peçamos com fé:

3) Por cada um de nós, para que a participação nesta liturgia, possa despertar em nós o desejo por construir um país mais justo e democrático, peçamos com fé:

4) Por nosso país, para que possamos construir um novo tempo de justiça e solidariedade e animados pela 6ª Semana Social Brasileira, os cristãos contribuam com este processo participativo, peçamos com fé:

Pres. Acolhei, Pai bondoso, as preces que Vos apresentamos. Por Cristo, nosso Senhor.

  1. Amém.

 

É o momento de trazer nossa oferta material para a manutenção das atividades de nossa comunidade

  1. CANTO DAS OFERTAS

1- Cada  vez  que  eu  venho  para  te  falar,

na  verdade  eu  venho  para  te   escu tar.

Fala-me  da  Vi  da,  preciso  te  escutar!

Fala  da  Verdade  que   vai   me   líbertar!

 

2- Cada  vez  que  eu  venho  para  oferecer,

na   verdade  eu   venho   para   rece ber.

Dá-me o pão da Vida, que vai me alimentar!

Dá-me a água viva, que vai me saciar!

 

AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS

Pres. Renovados pelo Deus-Palavra, acolhamos agora o Deus-Alimento, força de nossa caminhada. O Ministro deposita sobre o altar a Eucaristia enquanto a comunidade canta:

Pres. O Pai enviou-nos o seu Filho Unigênito para a nossa salvação.

Pres. O Senhor esteja com vocês.

  1. Ele está no meio de nós!

Pres. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

  1. É nosso dever e nossa salvação!

 

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS

 

Pres. Nós vos damos graças, ó Deus da vida, porque neste tempo de missão, inspirais com a força do Espírito Santo nosso agir cristão.

  1. Suba a Vós nosso louvor, Deus eterno, fonte de amor!

Pres. Nós vos damos graças, ó Pai, pois pela força do Teu Espírito Santo, inspirai as pessoas a responderem com a vida aos apelos de Tua Palavra conservada na Bíblia Sagrada e anunciada em cada celebração, e pedimos coragem para assumir o seguimento a Jesus.

  1. Suba a Vós nosso louvor, Deus eterno, fonte de amor!

Pres. Esta comunidade aqui reunida te louva ó Pai porque vós vos revelais na fragilidade deste Pão, sinal sensível de vossa presença e sacramento de nossa comunhão fraterna, tornando-vos alimento que nos fortalece nas estradas da vida rumo ao céu.

  1. Suba a Vós nosso louvor, Deus eterno, fonte de amor!

Pres. Nós Te bendizemos, pois pela Palavra do Evangelho, Vós reunistes em uma mesma Igreja, todos os povos, línguas e nações. Pelo Espírito que vivifica e fortalece essa mesma Igreja, Ele não deixa de congregar na unidade todos os seres humanos.

  1. Suba a Vós nosso louvor, Deus eterno, fonte de amor!

Pres. Aceitai, Deus de amor, fonte de paz e da verdadeira piedade, os louvores que hoje Vos oferecemos. Que eles sirvam para render-Vos a devida homenagem e reforçar em nós os laços de Vossa amizade conosco. Assim, unimos a nossa prece à prece de Jesus, rezando como ele nos ensinou:

Pai nosso… pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

  1. RITO DA COMUNHÃO

Pres. Relembrando de Jesus que, muitas vezes, reuniu-se com os seus para comer e beber, revelando que o teu reino havia chegado, nós também nos alegramos com Ele nesta mesa. E tomando o pão consagrado, acrescenta:

Quem vem a mim nunca mais terá fome e o que crê em mim nunca mais terá sede.

Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo!

  1. Senhor, eu não sou digno …

20.. CANTO DE COMUNHÃO

1- Se calarem a voz dos profetas,

as pedras falarão

Se fecharem os poucos caminhos,

mil trilhas nascerão

 

Muito tempo não dura a verdade,

nestas margens estreitas demais

Deus criou o infinito

pra vida ser sempre mais

É Jesus esse pão de igualdade

Viemos pra comungar

Com a luta sofrida do povo

que quer ter voz, ter vez, lugar

Comungar é tornar-se um perigo

Viemos pra incomodar

Com a fé e união nossos passos

um dia vão chegar

 

2 – O Espírito é vento incessante,

que nada há de prender

Ele sopra até no absurdo,

que a gente não quer ver.ref…

 

3 – No banquete da festa de uns poucos,

só rico se sentou

Nosso Deus fica ao lado dos pobres,

colhendo o que sobrou.ref..

 

4 -O poder tem raízes na areia,

o tempo faz cair.

União é a rocha que o povo

usou pra construir.ref..

 

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

Pres. Ó Deus, que nutris e fortificais vossos fiéis com o alimento da vossa palavra e do vosso pão, concedei-nos, por estes dons do vosso Filho, viver com ele para sempre. Por Cristo, nosso Senhor. T. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  2. BENÇÃO

Pres. O Senhor esteja convosco!

  1. Ele está no meio de nós!

Pres. Abençoe-nos Deus Todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo.

  1. Amém.

Pres. Vivendo o amor fraterno, ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

  1. Graças a Deus.
  1. CANTO FINAL

Esse é o nosso país

Essa é a nossa bandeira

É por amor a essa pátria Brasil

Que a gente segue em fileira

 

Queremos que abrace essa terra

Por ela quem sente paixão

Quem põe com carinho a semente

Pra alimentar a nação

Quem põe com carinho a semente

Pra alimentar a nação

Amarelos são os campos floridos

As faces agora rosadas

Se o branco da paz se irradia

Vitória das mãos calejadas

Se o branco da paz se irradia

Vitória das mãos calejadas

 

Esse é o nosso país…

 

Queremos mais felicidades

No céu deste olhar cor de anil

No verde esperança sem fogo

Bandeira que o povo assumiu

No verde esperança sem fogo

Bandeira que o povo assumiu

A ordem é ninguém passar fome

Progresso é o povo feliz

A Reforma Agrária é a volta

Do agricultor à raiz

A Reforma Agrária é a volta

Do agrilcultor à raiz

 

Esse é o nosso país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui