Roteiro e reflexão 19° Domingo do Tempo Comum

388

TEMPO COMUM

19º DOMINGO – 09 de agosto de 2020 – Ano A

 

CHEGADA

1. Refrão meditativo

Deus é amor, arrisquemos viver por amor 

Deus é      amor, ele afasta o medo.

 

RITOS INICIAIS

2. CANTO DE ABERTURA

1- É no campo da vida  / Que se esconde um tesouro

Vale mais que o ouro / Mais que a prata que brilha

É presente de Deus  / É o céu já aqui  /  O amor mora ali

E se chama família.

Até mesmo o céu / desejou ser família / para que a família

desejasse ser céu

Nela se faz a paz / no ouvir, no falar./ E na arte de amar    

o amargo vira mel.

 

Como e bom ter a minha família/ Como é bom

Vale a pena vender tudo mais para poder comprar

Esse campo que esconde um tesouro, que é puro dom

É meu ouro, meu céu, minha paz, minha vida, meu lar.

 

2- Na família a mentira / Não se dá com a verdade /E a fidelidade

Sabe o peso da cruz

Porque lá há amor / Há renuncia e perdão / Há também oração

E o chefe é Jesus.

Surgem falsos brilhantes /Enganando a família /Tão sutil armadilha

De um doce sabor/

A riqueza maior / É de Deus a presença /Na saúde ou doença

Na alegria e na dor.

 

3. SAUDAÇÃO

Pres. Iniciemos em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém

Pres. O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco.

T: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo

4.  RECORDAÇÃO DA VIDA

O(a) animador(a), com breves palavras, acolhe as pessoas, introduz o sentido do domingo. A Igreja no Brasil inicia hoje a semana Nacional da Família, cujo tema é “Família, casa da Palavra”. Tempo especial para reflexão e oração sobre esta comunidade de vida e amor, berço das vocações. Somos chamados a ser testemunhas do Reino em nossas famílias. Podemos lembrar as dificuldades enfrentadas por nossas famílias e também, lembrar as luzes que encontramos.

5. ATO PENITENCIAL

Pres. Para celebrarmos dignamente, é preciso arrependimento. Lembremos principalmente dos momentos em que nossas famílias não estiveram abertas às Palavras de Jesus, não vivenciamos seu amor e não praticamos os seus ensinamentos. Neste momento, façamos nosso exame de consciência, nos aproximemos mais do Senhor e arrependidos peçamos perdão.

Pres: Tende compaixão de nós, Senhor.

T. Porque somos pecadores.

Pres: Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia.

T: E dai-nos a vossa salvação.

Pres: Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. T. Amém.

Pres: Senhor, tende piedade de nós.

T: Senhor, tende piedade de nós.

Pres: Cristo, tende piedade de nós.

T: Cristo, tende piedade de nós.

Pres: Senhor, tende piedade de nós.

T: Senhor, tende piedade de nós.

6. GLÓRIA

Glória a Deus nas alturas, / e paz na terra aos homens por Ele amados. / Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso. / nós vos louvamos, nós vos bendizemos, / nós vos adoramos, nós vos glorificamos, / nós vos damos graças por vossa imensa glória. / Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. / Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. / Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, / só vós o Altíssimo, Jesus Cristo, / com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

7. ORAÇÃO DO DIA

Pres. Oremos (silêncio): Deus eterno e todo poderoso, a quem ousamos chamar de Pai, dai-nos cada vez mais um coração de filhos, para alcançarmos um dia a herança que prometestes. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. T. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

8. PRIMEIRA LEITURA – 1Rs 19,9a.11-13a

Do Primeiro Livro dos Reis

9. SALMO –  84/85

Refrão: Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade e a vossa salvação nos concedei!

10. SEGUNDA LEITURA –  Rm 9,1-5

Da Carta de São Paulo aos Romanos.

11. ACLAMAÇÃO AO EVANGLEHO

Refrão: Aleluia, Aleluia, Aleluia! (Bis)

Eu confio em nosso Senhor, com fé, esperança amor; eu espero em sua Palavra, hosana, ó Senhor, vem, me salva!

12. EVANGELHO –  Mt 14,22-33

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de Mateus

13. HOMILIA

Domingo passado, escutamos a Palavra de Jesus no encontro com a multidão no deserto, chocada com morte violenta de João Batista, morte decidida num banquete na casa de Herodes. A resposta de Jesus no deserto foi o banquete da vida, fruto da partilha. Depois disso Jesus pede que os discípulos atravessem o mar, enquanto Ele despede a multidão e se recolhe em oração. A obediência dos discípulos resulta numa travessia turbulenta e perigosa. Esta cena do evangelho deste domingo é uma imagem do nosso caminho de fé. Muitas vezes não compreendemos porque uma pessoa que é fiel a Deus, que tem uma conduta justa e solidária, é provada em sua vida, com grandes sofrimentos. De fato, a obediência à Palavra do Mestre não nos isenta de contrariedades; ao contrário somos pessoas humanas iguais a todas as outras, corremos riscos e carregamos as fragilidades do mundo. Contudo, para quem crê em Jesus, no meio da tormenta há uma presença que diz: Sou eu! Não tenham medo! E o feito impossível de caminhar sobre as águas se torna possível, pela fé. Ou seja, o segredo não é a gente se livrar do sofrimento, mas encontrar a alegria de viver no meio das contradições. Quando o olhar da pessoa está mais fixo em Jesus do que em si mesma, então é possível não afundar. O episódio se conclui com uma profissão de fé da comunidade que testemunhou o acontecido: “verdadeiramente, tu és o filho de Deus”! Esta profissão de fé se constitui numa adesão profunda à pessoa do Senhor, colocando nele a confiança. Em nossa oração neste dia de domingo, em memória do Ressuscitado que venceu o mal e a morte, recebemos os sinais de sua presença, em nossa reunião e na sua palavra. Ele renova em nós a firme certeza de que no meio dos conflitos cotidianos, recebemos o sacramento de sua presença: “Sou eu, não tenha medo“. Oremos pelos nossos pais, para que, qualquer que seja a situação que enfrentam, possam sempre encontrar os sinais da presença de Deus a sustentar suas vidas e sua luta.

Fonte: https://cebi.org.br/biblia/espiritualidade/liturgia-nas-casas-domingo-da-tempestade-acalmada-19o-do-tempo-comum-2020/

14. CREIO

15. PRECES DA COMUNIDADE

Pres. Irmãos e irmãs, elevemos a Cristo Senhor, nosso Intercessor junto ao Pai, as nossas preces por nossas necessidades. Supliquemos:

T. Socorrei-nos Senhor!

1)    Senhor, vós que vos manifestastes na brisa suave, acompanhai com vossa compaixão a Igreja em sua missão evangelizadora, sendo sinal de esperança para as nossas famílias, nós vos pedimos.

2)    Vós que anunciastes a paz ao vosso povo, ajudai os governantes a construir um mundo de paz e de justiça para todos, neste momento de pandemia com especial atenção aos mais necessitados, nós vos pedimos.

3) Vós que vindes em socorro dos que vacilam na fé, salvai vosso povo das tempestades que lhe ameaçam a vida, nós vos pedimos.

4)    Vós que sois o nosso Pai, agraciai com vossa força e vossa bênção os pais e todas as famílias que enfrentam dificuldades em nosso tempo e são afligidas por ondas contrárias aos vossos desígnios, nós vos pedimos.

5)    Vós que nos destes a Sagrada Família como modelo de santidade, abençoai as famílias de nossas comunidades eclesiais, para que vivam o amor e a justiça conforme seus ensinamentos, nós vos pedimos.

6)    Vós que protege os perseverantes na fé, guiai e protegei os vossos servos que abraçam a vocação familiar, que conduzam seus lares com a sabedoria proveniente do Espirito Santo de Deus, nós vos pedimos.

Pres. Tudo isso vos pedimos a Vós, que viveis e reinais, para sempre.

T. Amém.

É o momento de trazer nossa oferta material para a manutenção das atividades de nossa comunidade

16. CANTO DAS OFERTAS

Esta mesa nos ensina: Todo bem que a gente alcança Em comum devemos pôr:

O remédio a medicina, Pão e Vinho e segurança, //:Alegria Fé e Amor://

1.Meu irmão eu vi plantar, Meu irmão nos fez o pão:

Mas na hora do jantar, Nos chamaram meu irmão.

2.Minha irmã trabalhadora É operária e mãe também:

Sai de casa, o filho chora; Fica em casa, o pão não vem!

3.Meu irmão pagou imposto Para a vida melhorar:

Mas não tem doutor nem posto, Porque é pobre seu lugar.

AÇÃO DE GRAÇAS

17. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS

Pres. Irmãos, agradecidos, elevemos nossos louvores ao Pai. Ele conduz nossas famílias, nos alimenta com sua Palavra e com o seu Corpo, para que possamos construir em nosso mundo o seu reino de amor.

T. Bendito e louvado seja Deus, Pai que tanto amor demonstra a todos nós.

Pres. O Senhor esteja com vocês.

T. Ele está no meio de nós!

Pres. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

T. É nosso dever e nossa salvação!

18. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS

Pres. Nós vos damos graças, ó Pai, por toda a vossa criação e por tudo o que fizestes no meio de nós, por meio de Jesus Cristo, vosso Filho e nosso irmão, que nos destes como imagem viva do vosso amor e de vossa bondade. Ele nos inclui como filhos e filhas bem amados do Pai. Ele cuida dos mínimos detalhes de tudo o que nos concede. Por nossa família, nós Vos louvamos, Senhor.

T: Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!

Pres. Esta comunidade aqui reunida te Louva ó Pai por tudo o que temos e pelos dons da criação que nos ofereceis generosamente. Te rendemos graças pelo Espírito de amor que suscita na Igreja homens e mulheres que constituem suas famílias e as tornam células do Reino, por meio da vivência do amor e da justiça. Te louvamos por Jesus que nos ensina a sermos testemunhos do Evangelho na família e sociedade.

T: Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!

Pres. Nós Te bendizemos pelo Reino dos céus que estabeleceste no coração do nosso mundo representado pelas famílias de nossa Comunidade e por todas as famílias. Nelas há uma verdadeira oportunidade de viver a “Casa do pão”, lugar do encontro e da missão. Quando a família se abre, a Vossa graça torna-se abundante. Todos vivem, compreendem e testemunham o Reino na comunidade e no mundo

T: Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!

Pres. Toda a nossa louvação chegue a ti em nome de Jesus, por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou:

Pai nosso… pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.

19. RITO DA COMUNHÃO

Pres. Relembrando de Jesus que, muitas vezes, reuniu-se com os seus para comer e beber, revelando que o teu reino havia chegado, nós também nos alegramos com Ele nesta mesa. E tomando o pão consagrado, acrescenta:

Quem vem a mim nunca mais terá fome e o que crê em mim nunca mais terá sede.

Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo!

T. Senhor, eu não sou digno …

20.. CANTO DE COMUNHÃO

1- Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão

Se fecharem os poucos caminhos, mil trilhas nascerão

Muito tempo não dura a verdade, nestas margens estreitas demais

Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais

É Jesus esse pão de igualdade 

Viemos pra comungar

Com a luta sofrida do povo

que quer ter voz, ter vez, lugar

Comungar é tornar-se um perigo

Viemos pra incomodar

Com a fé e união nossos passos

um dia vão chegar

 

2 – O Espírito é vento incessante, que nada há de prender

Ele sopra até no absurdo, que a gente não quer ver.

 

3 – No banquete da festa de uns poucos, só rico se sentou

Nosso Deus fica ao lado dos pobres, colhendo o que sobrou.ref..

 

4 -O poder tem raízes na areia, o tempo faz cair.

União é a rocha que o povo   usou pra construir.ref.

21. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

PR. Ó Deus, o vosso sacramento que acabamos de receber nos traga a salvação e nos confirme na vossa verdade. Por Cristo, nosso Senhor. T. Amém

RITOS FINAIS

22. AVISOS

23. BÊNÇÃO

PR.:O Senhor esteja convosco.

AS.: Ele está no meio de nós.

PR.: Deus vos abençoe na sua bondade e infunda em vós a sabedoria da salvação.

AS.: Amém!

PR.: Sempre vos alimente com os ensinamentos da fé e vos faça perseverar nas boas obras

AS.: Amém!

PR.: Oriente para ele os vossos passos, e vos mostre o caminho da caridade e da paz.

AS.: Amém.

PR.: Abençoe-vos o Deus todo poderoso, Pai, Filho † e Espírito Santo.

AS.: Amém.

24. CANTO FINAL

1- Que nenhuma família comece em qualquer de repente,

que nenhuma família termine por falta de amor.

Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente,

e que nada no mundo separe um casal sonhador.

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte,

que ninguém interfira no lar e na vida dos dois.

Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte,

que eles vivam do ontem no hoje e em função de um depois.

 

Que a família comece e termine sabendo onde vai,

e que o homem carregue nos ombros a graça de um pai.

Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor,

e que os filhos conheçam a força que brota do amor.

Abençoa, Senhor, as famílias! amém!

Abençoa, Senhor, a minha também.(2x)

                                                    

2- Que marido e mulher tenham força de amar sem medida,

que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão.

Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida,

que a família celebre a partilha do abraço e do pão.

Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos,

que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois.

Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho,

seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui