Roteiro e reflexão 15º Domingo do Tempo Comum

155

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

15º DOMINGO DO TEMPO COMUM – ANO B

11 de julho 2021

RITOS INICIAIS

A Comunidade pode trazer para esta liturgia, as ações missionárias que realiza.  Lembrar os momentos proféticos.

 

  1. REFRÃO MEDITATIVO

Deus é amor, arrisquemos viver por amor

Deus é      amor, ele afasta o medo

  1. CANTO DE ENTRADA

Antes que te formastes dentro do seio de tua mãe

Antes que tu nascestes te conhecia e te consagrei.

Para ser meu profeta entre as nações eu te escolhi,

Irás onde enviar-te e o que eu mando proclamarás.

Tenho que gritar, tenho que arriscar, ai de mim se não o faço

Como escapar de ti? Como calar? Se tua voz arde em meu peito!

Não tema arriscar-te porque contigo Eu estarei,

Não tema anunciar-me, em tua boca eu falarei!

Entrego-te meu povo, vai arrancar e derrubar,

Para edificares, destruíras e plantarás.

 

Deixa os teus irmãos, deixa teu pai e tua mãe!

Deixa a tua casa, porque a terra gritando está.

Nada trarás contigo pois ao teu lado Eu estarei.

É hora de lutar, porque meu povo sofrendo está.

  1. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
  2. Demos graças a Deus que nos toca com sua presença e nos envia para a missão: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Ass. Amém.

  1. O Senhor, que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo, esteja convosco.

Ass. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

Irmãos e irmãs, neste domingo, somos chamados a sair em missão. O Espirito Santo nos conduz ao trabalho pastoral de divulgação do Reino inaugurado por Jesus. Muitos são os obstáculos, mas as necessidades dos que mais sofrem, clamam pelo trabalho. Como nossa comunidade tem respondido?

  1. ATO PENITENCIAL
  2. No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer para o pecado e ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai. (silêncio)

PR.: Confessemos os nossos pecados:

Ass: Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor.

 

PR.: Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Ass: Amém.

  1. Senhor, tende piedade de nós.

Ass: Senhor, tende piedade de nós.

PR.: Cristo, tende piedade de nós.

Ass: Cristo, tende piedade de nós.

  1. Senhor, tende piedade de nós.

Ass: Senhor, tende piedade de nós.

 

  1. GLÓRIA

Glória, glória, anjos nos céus

cantam todo seu amor

E na terra homens de paz:

(Deus merece o louvor.)3x só no final

 

1) Deus é Pai, nós vos louvamos,

adoramos, bendizemos,

Damos glória ao vosso nome,

nossos dons agradecemos.

2) Senhor Nosso Jesus  Cristo,

unigênito do Pai.

Vós, de Deus Cordeiro  Santo

nossas culpas,   perdoai.

3.Vós que estais junto do Pai

como nosso intercessor

acolhei nossos pedidos

atendei nosso clamor!.

 

4 Vós somente sois o Santo,

o Altíssimo Senhor,

O   Espírito  Divino

de Deus Pai o esplendor.

  1. ORAÇÃO DO DIA
  2. OREMOS: Ó Deus, que mostrais a luz da verdade aos que erram para retomarem o bom caminho, dai a todos os que professam a fé rejeitar o que não convém ao cristão, e abraçar tudo o que é digno desse nome. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Ass: Amém.

 

LITURGIA DA PALAVRA

  1. PRIMEIRA LEITURA – Am 7,12-15

Da profecia de Amós

  1. SALMO – 84(85)

Refrão: Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade, e a vossa salvação nos concedei!

  1. SEGUNDA LEITURA – Ef 1,3-14

Da Segunda Carta de São Paulo aos Efésios

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, Aleluia, Aleluia! (Bis)

Que o Pai do Senhor Jesus Cristo nos dê do saber o Espírito; conheçamos, assim, a esperança à qual nos chamou como herança.

  1. EVANGELHO – Mc 6,7-13

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de Marcos

 

  1. HOMILIA

A Realidade

Hoje qualquer coisa que se vai fazer exige dinheiro. Assim, o primeiro passo em qualquer iniciativa é conseguir o dinheiro necessário. Há quem defenda que todas as paróquias deveriam ter renda suficiente para manter pessoas dedicadas exclusivamente às diversas ações pastorais, até mesmo para ficar à espera de quem procure a igreja, como fazem algumas Igrejas como a Universal do Reino de Deus.

Isso nos leva a algumas perguntas: O dinheiro é sempre indispensável, nada se pode fazer sem ele? O dinheiro só ajuda, nunca atrapalha a ação missionária da Igreja? Por quê?

A Palavra

Jesus envia os discípulos ao mundo. Segundo Marcos, o Evangelho deste ano, mais para dar testemunho do que para falar. Envia-os dois a dois, ninguém manda, ninguém é superior, a nova sociedade é de irmãos, não de patronos e dependentes. Dá-lhes poder sobre os espíritos impuros. Os espíritos impuros podem estar dentro da gente mesma e é preciso ser capaz de dominá-los.

Devem levar cajado e sandálias, indispensáveis nas longas viagens, mas nenhum dinheiro, nem sacola para guardar o que venham a ganhar, nem alimento, nem muita roupa.

A pobreza do missionário será a maior pregação contra a sede de riqueza, de poder e de aparência que impera. Muita roupa e muito dinheiro são incoerentes, atrapalham a missão. Na Primeira Leitura Amós é expulso do Santuário Nacional de Betel, acusado de estar interessado em dinheiro, em ganhar a vida com sua pregação.

Eles devem depender das pessoas e da cultura do lugar, o missionário não vai para impor nem para se impor. Deverá conquistar pela fraqueza. Se algum lugar, porém, não os quiser acolher nem escutar, que fiquem com tudo o que é seu, o missionário não leve dali nem a poeira do calçado.

A pregação se restringe à mudança de mentalidade, isso é o essencial. A atividade é curar os doentes, livrar as pessoas do sofrimento.

O Mistério

Missa é a pobre celebração da fraqueza. Que coisa mais humilde que o alimento básico e a bebida cotidiana da Palestina. O pão e o vinho tornam-se o sacramento da entrega que Jesus faz de si mesmo à morte de cruz. A celebração é pobre, porque anunciamos a fraqueza da morte que é caminho para a vitória da ressurreição.

Padre José Luís Gonzaga do Prado

  1. PROFISSÃO DE FÉ
  1. PRECES DA ASSEMBLÉIA
  2. Irmãos e irmãs, confiantes que Deus está conosco em nosso trabalho pastoral e missionário, apresentemos nossos pedidos e digamos juntos:

Ass. Senhor, nos acompanhe na missão!

  1. Pela Igreja, para que sua presença em todo o mundo, seja sinal de mais solidariedade, justiça e defesa da vida, pedimos com fé.
  2. Senhor Deus, acompanhe o Papa Francisco em seu pastoreio, para que os ventos de renovação pastoral e cuidado com os irmãos e irmãs que sofrem, encontrem eco em todas as Igrejas locais e no coração dos fiéis, pedimos com fé.
  3. Pelas pastorais, movimentos e serviços, para que não tenham medo diante dos obstáculos e vivam com fé o seu ministério ao lado dos que necessitam, pedimos com fé.
  4. Pelas famílias de nossa comunidade, para que sejam local de culto e vivencia do amor a Deus e aos irmãos e irmãs, pedimos com fé.

Preces espontâneas.

  1. Tudo isso vos pedimos, ó Pai, por Cristo Ressuscitado.

Ass. Amém.

LOUVAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CANTO DAS OFERTAS

É o momento de fazer nossa oferta para manter as necessidades da comunidade, cantemos:

  1. Os grãos que formam a espiga se unem pra serem pão. Os homens que são

igreja se unem pela oblação.

Diante do altar, Senhor, entendo minha vocação. Devo sacrificar a vida por

meu irmão

  1. O grão caído na terra, só vive se vai morrer. É dando que se recebe; morrendo,

se vai viver.

  1. O vinho e o pão ofertamos, são nossa resposta de amor. Pedimos humildemente, aceita-nos, ó Senhor.

 

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS

O(a) animador(a) convida a assembleia para de pé, receber o Pão Eucarístico. Enquanto se faz um canto, o Ministro da Eucaristia traz o pão consagrado e o coloca sobre o altar. Todos fazem uma breve inclinação.

  1. Irmãos e irmãs, vamos juntos dar graças a Deus, repartindo o Pão Consagrado, em memória de Jesus que se encontra em nossa mesa e nos dá o

seu perdão. Cantemos acolhendo o Pão Eucarístico.

  1. O Senhor esteja com vocês.

Ass. Ele está no meio de nós!

  1. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

Ass. É nosso dever e nossa salvação!

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS:
  2. Nós vos damos graças, ó Pai, por toda a vossa criação e por tudo o que fizestes no meio de nós, por intermédio de Jesus Cristo, vosso Filho e nosso irmão, que nos destes como imagem viva do vosso amor e de vossa bondade.

Ass. Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!

  1. Envie sobre nós, aqui reunidos, o vosso Espírito e dai a esta terra que nos sustenta uma nova face. Que haja paz em nossas famílias e cresça em nossa comunidade a alegria de sermos vossos por Cristo, nosso Senhor.

Ass. Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!

  1. Pela Palavra do Evangelho de vosso Filho, fazei que as Igrejas do mundo inteiro caminhem na unidade e sejam sinais da presença do Cristo ressuscitado. Tornai esta comunidade cada vez mais sinal de vossa bondade e unida na caminhada com a Diocese sob a orientação do nosso Bispo.

Ass. Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!

  1. Lembrai-vos, ó Pai, dos nossos irmãos e irmãs que morreram na paz de Cristo, e de todos os falecidos, cuja fé só vós conhecestes; acolhei-os junto a vós, na luz da vossa infinita misericórdia.

Ass. Por nós fez maravilhas, louvemos o Senhor!

  1. Ó Deus, criador do céu e da terra, os nossos louvores e as nossas preces cheguem a vós pelas mãos daquele que é nosso único mediador, Jesus Cristo, nosso Senhor, por quem oramos com as palavras que ele nos ensinou:

Ass. Pai nosso…,

  1. RITO DA COMUNHÃO
  2. Relembrando de Jesus que, muitas vezes, reuniu-se com os seus para comer e beber, revelando que o teu reino havia chegado, nós também nos alegramos com Ele nesta mesa. E tomando o pão consagrado, acrescenta:

Assim disse Jesus: “Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e comerei com ele e ele comigo”. (Ap 3,20)

Ass:  Senhor, eu não sou digno …

  1. CANTO DE COMUNHÃO

1)Vejam, eu andei pelas vilas,

apontei as saídas,

Como o Pai me pediu,

Portas, eu cheguei para abrí-las

Eu curei as feridas como nunca se viu

 

Por onde formos também nós,

Que brilhe a tua luz

Fala Senhor a nossa voz,

em nossa vida

Nosso caminho então conduz,

queremos ser assim

Que o Pão da Vida nos revigore

no nosso Sim!

 

2) Vejam, fiz de novo a leitura,

das raízes da vida

Que meu Pai vê melhor.

Luzes, acendi com brandura,

para ovelha perdida

Não medi meu suor.

 

3) Vejam, procurei bem aqueles,

que ninguém procurava

E falei de meu Pai.

Pobres , a esperança que é deles,

eu não quis ser escravo

De um poder que retrai.

 

4) Vejam, semeei consciência,

nos caminhos do povo

Pois o Pai quer assim

Tramas, enfrentei prepotência,

dos que temem o novo

Qual perigo sem fim .

 

5) Vejam, eu quebrei as algemas,

levantei os caídos

Do meu Pai fui as mãos

Laços, recusei os esquemas,

eu não quero oprimidos /

Quero um povo de irmãos.

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
  2. Oremos. Alimentados pela vossa Eucaristia, nós vos pedimos, ó Deus, que cresça em nós a vossa salvação cada vez que celebramos este mistério. Por Cristo, nosso Senhor. Ass. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  1. BENÇÃO FINAL

PR: O Senhor esteja convosco.

Ass.  Ele está no meio de nós.

PR: Abençoe-nos e guarde-nos o Senhor TodoPoderoso e cheio de misericórdia: Pai e Filho e Espírito Santo.

Ass.  Amém.

PR: Vivendo a missão de anunciar o Evangelho a todos, ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

Ass.  Graças a Deus!

  1. CANTO FINAL
  2. Deus chama a gente pra um momento novo, de caminhar junto com seu povo. É hora de transformar o que não dá mais. Sozinho, isolado, ninguém é capaz.

Ref.: Por isso vem. Entra na roda co’a gente também. Você é muito importante. (bis) Vem…

  1. Não é possível crer que tudo é fácil. Há muita força que produz a morte. Gerando dor, tristeza e desolação. É necessário unir o cordão.

3. A força que hoje faz brotar a vida atua em nós pela sua graça. É Deus quem nos convida pra trabalhar, o amo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui