Leitura Orante – Semana antes do Domingo de Ramos

328

Canto

Onde reina o amor, fraterno amor,

onde reina o amor, Deus aí está. (6x)

Oração inicial:

Todos: Pai nosso que estais nos céus,

Coment.:Que habita em luz inacessível, altíssimo, distante. Mas íntimo, Pai, ou Papai, com todo o carinho. Não meu, nosso, de todos.

Todos: Pai nosso que estais nos céus,

Todos:santificado seja o vosso nome.

Coment.: A glória de Deus é a felicidade dos homens. O nome de Deus é santificado quando o seu reinado acontece.

Todos:santificado seja o vosso nome.

Todos: Venha a nós o vosso reino.

Coment.: O reinado de Deus é o reinado de todos, o reinado do povo. Onde reina o deus Mercado, só têm vez os competentes, os espertos, os arrogantes.

Todos: Venha a nós o vosso reino.

Todos: Seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu.

Coment.: A vontade de Deus é a felicidade do povo, é isso que faz acontecer o seu reinado, que santifica o seu nome. Assim na terra como no céu.

Todos: Seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu.

Todos: O pão nosso de cada dia nos dai hoje.

Coment.: O pão é o centro. As necessidades básicas estão no foco. Alimento é a primeira. Pedimos para hoje, pensar muito no amanhã faz que um prejudique o outro.

Todos: O pão nosso de cada dia nos dai hoje.

Todos: Perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido

Coment.: A vontade de Deus não está se realizando, porque nós erramos. Todos erram. Temos que nos perdoar e seguir em frente.

Todos: Perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido

Todos: E não nos deixeis cair em tentação,

Coment.: O reino do deus Mercado nos apresenta todos os dias as suas tentações de consumo, de competição, de individualismo, de poder e de riqueza.

Todos: E não nos deixeis cair em tentação,

Todos: mas livrai-nos do mal.

Coment.: Ou do Mau, do Maligno, daquele ou daquilo que nos tenta e não nos deixa contribuir para que o nome de Deus seja santificado assim na terra como no céu.

Todos: mas livrai-nos do mal.

Todos: Porque Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!

Canto

Deixa-me ficar em paz Senhor para ouvir Tua palavra,

no coração do meu silêncio, deixa-me ficar em paz! (bis) …

  1. LEITURA

Ler Mateus 27,15-25

Pré-texto:

O Evangelho dos judeus cristãos quer afastar os outros judeus dos rabinos fariseus que então dominavam o judaísmo. A narração da morte de Jesus é uma ótima oportunidade para fazer isso. Os dirigentes atuais da religião judaica queriam fazer a cabeça de todos, como os Sumos Sacerdotes e Anciãos, as autoridades daquele tempo, fizeram a cabeça do povo para pedir a morte de Jesus.

Contexto:

Os Sumos Sacerdotes e os Anciãos, que formavam o Sinédrio, uma espécie de Senado e de Supremo Tribunal dos judeus, tomam as iniciativas para matar Jesus. Pagam Judas para entregá-lo, mandam prendê-lo, reúnem-se oficialmente para condená-lo e levam-no a Pilatos. Judas ou Judá reconhece que Jesus é inocente e se enforca. Assim também os chefes do judaísmo do tempo do Evangelho fazem tudo para perseguir os cristãos e acabar de uma vez com o movimento de Jesus. Pilatos, representante do Império Romano sabe que ele é inocente, não quer crucificá-lo e procura um meio de fazer isso. Mas autoridades dos judeus pressionam por todos os lados para que as autoridades do Império façam o que eles querem.

Ler novamente Mt 27,15-25

e responder:

  1. Quem era esse que estava preso, além de Jesus? (v. 15)
  2. O que Pilatos perguntou a multidão reunida? (v. 17) Por que Pilatos fez isso? (v. 18)
  3. O que a mulher de Pilatos mandou dizer a ele? (v. 19)
  4. Os Chefes dos Sacerdotes e os Anciãos formavam uma espécie de Senado ou de Supremo Tribunal. Eram as principais autoridades dos Judeus. Eles puseram o quê na cabeça do povo? (v. 20)
  5. O povo fez o que as autoridades dos judeus queriam? (v. 21-23)
  6. Depois do recado de sua mulher e de muitas tentativas sem sucesso de libertar Jesus, o que faz Pilatos? (v. 24) Qual o significado desse gesto?
  7. Aquilo que o povo respondeu a Pilatos (v. 25) quer dizer o quê?

Espelho para a comunidade que nos deu o Evangelho:

Quando o Evangelho estava sendo escrito, quem queria matar Jesus nos seus discípulos eram os queriam comandar o judaísmo daquele tempo, Johanan Ben Zakkai e seus seguidores. Eles denunciavam os cristãos às autoridades romanas dizendo que eles já não eram judeus e que não estavam participando do culto ao Imperador, como era de sua obrigação. Além disso, colocavam todos os seus seguidores contra os discípulos de Jesus.

Hoje, quando o Evangelho é escrito, faz quinze anos que Jerusalém e o Templo, para não dizer também a nação judaica, foram destruídos. A causa de tão grande desgraça só pode ter sido a morte de Jesus imposta a Pilatos pelos dirigentes da nação que fizeram o povo todo também se tornar responsável por esse crime e por essa desgraça.

A frase “O sangue dele caia sobre nós e nossos filhos” pode ter também o significado de uma esperança. Pode significar não só a responsabilidade pela morte de Jesus e suas consequências, mas também, que os judeus possam acolher a salvação que vem da morte de Jesus, que também eles se tornem cristãos.

Ler novamente Mt 27,15-25

  1. MEDITAÇÃO

Este Evangelho, como nós lemos, diz o quê para nós hoje? Hoje ainda somos levados a condenar inocentes e aplaudir desonestos? Quem põe isso na cabeça da gente? Será que nós nos sentimos também um pouco responsáveis pelas catástrofes que acontecem no nosso mundo?

  1. ORAÇÃO

O que esse Evangelho como nós o lemos me faz dizer a Deus?

Tempo de silêncio para cada um fazer uma oração pessoal

  1. CONTEMPLAÇÃO

Tempo para cada um ler e reler esse texto na sua Bíblia e, em voz  baixa, ficar repetindo para si mesmo alguma frase que mais lhe chamou a atenção.

Se quiser, poderá ler a frase em voz alta.

  1. AÇÃO

Agora é fora da reunião. Como podemos mudar e melhorar nossa maneira de agir em casa, no trabalho, na cidade?

Encerrando nossa reunião

  • Preces espontâneas
  • Pai Nosso
  • Senhor, nosso Deus, para dar à humanidade um exemplo de humildade, o Salvador, Vosso Filho, se fez igual a nós e foi morto na cruz. Fazei-nos aprender a lição de sua paixão e ressuscitar com ele na glória. Pelo mesmo Nosso Senhor Jesus cristo, vosso filho…
  • Combinar onde vai ser a próxima reunião.
  • Bênção final: Que o Senhor nos abençoe e nos guarde e nos conduza pelos caminhos do seu Reino. Amém.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui