“Deus não está em crise” Roteiro e reflexão do 4º Domingo da Páscoa

146

Elaborado por Vasco Lagares – Diocese de Itabira Cel. Fabriciano-MG

RITOS INICIAIS

  1. REFRÃO MEDITATIVO

Louvarei a Deus, seu nome bendirei

Louvarei a Deus, Ele é minha salvação

  1. CANTO DE ENTRADA

O Senhor ressurgiu/ Aleluia, aleluia! É o Cordeiro Pascal/ Aleluia, aleluia!

Imolado por nós/ Aleluia, aleluia! É o Cristo Senhor, Ele vive e venceu aleluia!

1- O Cristo Senhor ressuscitou/ A nossa esperança realizou/

Vencida a morte par sempre/ Triunfa a vida eternamente.

2- O Cristo remiu a seus irmãos/ Ao Pai os conduziu por suas mãos/

No Espírito Santo unida esteja/ A família de Deus, que é a Igreja!

3- O Cristo, nossa Páscoa se imolou/ Seu sangue da morte nos livrou/

Incólumes o mar atravessamos/ E à terra prometida caminhamos!

  1. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
  2. Reunidos na presença do Ressuscitado, o Bom Pastor que nos conduz, iniciemos este nosso encontro de irmãos: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ass. Amém.
  3. A Graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a força do Espírito Santo estejam sempre convosco

Ass.Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

  1. RECORDAÇÃO DA VIDA

Neste domingo a comunidade é chamada a pensar: Jesus é o cordeiro imolado, Ele se faz igual a nós, para que nos sintamos acolhidos e representados n’Ele e, de modo especial, sintam-se acolhidos e representados os pequenos e sacrificados da sociedade. Mas também, Ele é o Bom Pastor, que nos conduz e acolhe no Reino: “aquele que está sentado no trono e nos abrigará em sua tenda.

  1. ATO PENITENCIAL

PR: Em Jesus Cristo, o Bom Pastor, que intercede por nós e nos reconcilia com o Pai, reconheçamo-nos pecadores e humildemente peçamos o perdão de nossas faltas (pausa). Supliquemos a misericórdia do Pai, cantando.

1-Eu confesso a Deus e a vós irmãos, tantas vezes pequei não fui fiél: Pensamentos e palavras, atitudes e omissões….

Por minha culpa, tão grande culpa.

Senhor, piedade!   Cristo piedade!   Tem piedade, ó Senhor (2x)

2-Peço a virgem Maria, nossa mãe e a  vós, meus irmãos, rogueis por mim.           

A Deus pai que nos perdoa e nos sustenta por sua mão.

Por teu amor, Teu grande amor.

PR: Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Ass. Amém.

  1. GLÓRIA

1-Glória a Deus nos altos céus!

Paz na terra seus amados.

A vós louvam, Rei celeste,

os que foram libertados!

Glória a Deus, lá nos céus,

E paz aos seus amém

2- Deus e pai, nós vos louvamos,

adoramos, bendizemos.

Damos glória ao vosso nome,

vossos dons agradecemos.

3- Senhor nosso Jesus Cristo,

Unigênito do Pai,

Vós, de Deus Cordeiro e Santo,

Nossas culpas perdoai.

 

4- Vós, que estais junto do Pai,

como nosso intercessor,

Acolhei nossos pedidos,

atendei nosso clamor.

5- Vós somente sois o Santo,

O Altíssimo . o Senhor,

Com o Espírito Divino,

de Deus Pai no esplendor!

  1. ORAÇÃO DO DIA
  2. OREMOS: Deus Eterno e Todo-Poderoso, conduzi-nos à comunhão das alegrias celestes, para que o rebanho possa atingir, apesar de sua fraqueza, a fortaleza do Pastor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Ass. Amém.

LITURGIA DA PALAVRA

  1. PRIMEIRA LEITURA – At 13,14.43-52

Dos Atos dos Apóstolos

  1. SALMO – 99(100)

Refrão: O Senhor, só ele é Deus, somos o seu povo e seu rebanho

  1. SEGUNDA LEITURA– Ap 7,9.14b-17

Do Apocalipse de São João

  1. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Eu sou o bom pastor, diz o Senhor; eu conheço

as minhas ovelhas e elas me conhecem a mim.

  1. EVANGELHO – Jo 10,27-30

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo a Comunidade de João

  1. HOMILIA

Deus não está em crise

É mais frequente do que pensamos. Os crentes dizemos acreditar em Deus, mas na prática vivemos como se não existisse. Este é também o risco que temos hoje ao abordar a atual crise religiosa e o futuro incerto da Igreja: viver estes momentos de forma “ateia”.

Já não sabemos caminhar no horizonte de Deus. Analisamos as nossas crises e planejamos o futuro pensando apenas nas nossas possibilidades. Esquecemo-nos que o mundo está nas mãos de Deus, não nas nossas. Ignoramos que o Grande Pastor que cuida e guia a vida de cada ser humano é Deus.

Vivemos como órfãos que perderam o seu Pai. A crise domina-nos. O que se nos pede parece-nos excessivo. Temos dificuldade em perseverar com ânimo numa tarefa sem ver o êxito em lado algum. Sentimo-nos sós, e cada um defende-se como pode.

Segundo o relato do Evangelho, Jesus está em Jerusalém a comunicar a sua mensagem. É inverno e, para não arrefecer, passeia por um dos pórticos do Templo, rodeado de judeus, que o assediam com as suas perguntas. Jesus está falando das “ovelhas” que ouvem a sua voz e o seguem. A certa altura, diz: “O meu Pai, que me deu estas ovelhas, supera a todos, e ninguém as pode arrebatar da mão do meu Pai”.

Segundo Jesus, Deus supera a todos. Se nós estamos em crise, isso não significa que Deus esteja em crise. Se os cristãos perdemos o ânimo, não quer dizer que Deus tenha ficado sem força para salvar. Se não sabemos dialogar com o homem de hoje, isso não quer dizer que Deus já não encontra caminhos para falar com o coração de cada pessoa. Se as pessoas deixam as nossas Igrejas, não quer dizer que estão fora do olhar de Deus das suas mãos protetoras.

Deus é Deus. Nenhuma crise religiosa e nenhuma mediocridade da Igreja poderão arrebatar-lhe das mãos esses filhos e filhas que Ele ama com amor infinito. Deus não abandona ninguém. Tem os seus caminhos para cuidar e guiar cada um dos seus filhos e filhas, e os seus caminhos não são necessariamente o que nós lhe pretendemos traçar.

José Antônio Pagola

Tradução de Antonio Manuel Álvarez Perez

Fonte: www.cebi.org.br

  1. PROFISSÃO DE FÉ
  2. Professemos a nossa fé. Creio…
  1. PRECES DA ASSEMBLEIA

PR.: Nós, que ainda estamos no caminho para o Reino, apresentemos nossas orações e peçamos ao Ressuscitado, para que se digne ouvi-las com bondade, dizendo: Ouvi-nos, Senhor!

Ass. Ouvi-nos, Senhor!

  1. Senhor, sustentai na fé, o Papa Francisco, os Bispos, Padres e demais ministros, para que conduzam com dignidade e bondade o seu rebanho, nós pedimos com fé:
  2. Pelas nossas comunidades paroquiais, para que se transformem em casas de acolhida aos irmãos e irmãs mais necessitadas, não deixando que nenhum dos amados por Deus se percam pelo caminho, nós pedimos com fé:
  3. Senhor, nós pedimos pelas mães de nossas comunidades, que neste momento de profunda crise social, mantenha sua fé no Ressuscitado, sustentando com fé e animo maternal, suas famílias, apontando o caminho da partilha e da solidariedade com antidoto para os males deste mundo, nós pedimos com fé:
  4. Senhor, animai nossa juventude, para que encontrem no Cristo Ressuscitado, o modelo de segmento, nós pedimos com fé.

Outras preces aos cuidados da Liturgia

  1. Senhor nosso Deus, ouvi as preces que Vos dirigimos com fé. Que possamos

cantar sempre vossa bondade e misericórdia com nossas vidas e obras. Por Cristo nosso Senhor.

Ass. Amém.

LOUVAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS

  1. CANTO DAS OFERTAS

É o momento de fazer nossa oferta para manter as necessidades da comunidade, cantemos:

Sou bom Pastor,   ovelhas guardarei.  

Não tenho outro ofício   nem terei.

Quantas vidas eu tiver, eu lhes darei.

1- Maus pastores, num dia de sombra,

não cuidaram e o rebanho se perdeu.

Vou  sair  pelo  campo,   reunir   o   que   é   meu,

conduzir   e   salvar

2-Verdes prados e belas montanhas /

hão  de  ver  o  pastor,  rebanho  atrás.

Junto   a   mim,   as   ovelhas   terão   muita   paz,

poderão   descansar.

  1. CONVITE À AÇÃO DE GRAÇAS
  2. Irmãos e irmãs, Jesus ressuscitado nos envolve com sua luz! N’Ele temos vida nova. D’Ele recebemos a graça de não mais trilharmos o caminho das trevas, mas

o da luz e com Ele, como bons pastores, conduzir a comunidade no caminho que Ele iniciou.

Enquanto se faz um canto, o Ministro da Eucaristia traz o pão consagrado e o coloca sobre o altar. Todos fazem uma breve inclinação.

  1. O Senhor esteja com vocês.

Ass. Ele está no meio de nós!

  1. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.

Ass. É nosso dever e nossa salvação!

  1. ORAÇÃO DE AÇÃO DE GRAÇAS:
  2. Esta comunidade aqui reunida recorda a vitória de Jesus sobre a morte, escutando a sua Palavra e dando graças, na esperança de ver o novo céu e a nova

terra, onde não haverá mais fome, nem morte, nem dor, e onde viveremos na plena comunhão do vosso amor.

Ass. A vós, Senhor, nossa honra, nosso louvor!

PR: Senhor, nós vos louvamos e cremos que o tempo da Páscoa é verdadeiramente o evento salvífico que fundamenta a nossa fé e nossa esperança. Para nós é um prazer bendizer-vos, ó Senhor, celebrar o vosso amor por Jesus Libertador!

AS: Bendito sejais, Cordeiro Imolado, Jesus Salvador!

PR: Nós vos damos graças, Senhor, porque neste dia nos possibilitou escutar vossa Santa Palavra. Pela escuta atenta encontramos o Ressuscitado, o Bom Pastor, que se revela nos sinais da partilha do pão.

AS: Bendito sejais, Cordeiro Imolado, Jesus Salvador!

PR: Nós vos louvamos, Senhor, pela nossa humana história, que revela vossa glória, vosso poder redentor! Pois Jesus é nossa páscoa, o Cordeiro imolado, por quem fomos libertados para a vida que não passa!

AS: Bendito sejais, Cordeiro Imolado, Jesus Salvador!

PR: Louvor a vós, Senhor, que reanima e fortalece a caminhada dos discípulos por sua Palavra! Jesus, é ao mesmo tempo, o Cordeiro imolado e o Pastor que nos conduz. Este sinal revela a presença de Deus amoroso e fiel que não abandona seu povo.

AS: Bendito sejais, Cordeiro Imolado, Jesus Salvador!

PR: A comunidade reunida sob o mandato de Jesus, é capaz de reunir todos em torno de si. Alegremo-nos! O Ressuscitado hoje nos congrega como comunidade e nos oferece um amor incondicional. Ele mesmo nos convida a viver a partilha e solidariedade com os irmãos e irmãs.

AS: Bendito sejais, Cordeiro Imolado, Jesus Salvador!

  1. Antes de participar do banquete da Eucaristia, sinal de reconciliação e vínculo de união fraterna, rezemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:

Ass. Pai nosso…,

  1. RITO DA COMUNHÃO
  2. Irmãos e irmãs, participemos da comunhão do Corpo do Senhor em profunda unidade com nossos irmãos que, neste dia, tomam parte da Celebração Eucarística, memorial vivo da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. O Corpo de Cristo será nosso alimento.
  3. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Ass:  Senhor, eu não sou digno …

  1. CANTO DE COMUNHÃO

1-Pelos prados e campinas verdejantes eu vou

É o Senhor que me leva a descansar

Junto as fontes de águas puras repousantes eu vou

Minhas forças o Senhor vai animar

Tu és Senhor, o meu pastor,

pôr isso nada em minha vida faltará

Tu és Senhor, o meu pastor,

pôr isso nada em minha vida Faltara

2- Nos caminhos mais seguros junto dele eu vou

E pra sempre o seu nome eu honrarei

Se eu encontro mil abismos no caminho eu vou

Segurança sempre tenho em suas mãos.

3- Ao banquete em sua casa muito alegre eu vou

Um lugar em sua mesa me preparou

Ele unge minha fronte e me faz  ser   feliz

E transborda minha taça em seu Amor.

4-Com alegria e esperança caminhando eu vou

Minha vida está sempre em suas mãos

E na casa do Senhor eu irei habitar

E este canto para sempre irei cantar.

  1. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
  2. Velai com solicitude, ó Bom Pastor, sobre o vosso rebanho e concedei que vivam nos prados eternos as ovelhas que redimistes pelo sangue do vosso Filho. Que vive e reina para sempre. Ass. Amém

RITOS FINAIS

  1. AVISOS
  2. BENÇÃO FINAL

PR: O Senhor esteja convosco.

Ass.Ele está no meio de nós.

PR: Aquele que Ressuscitou dos mortos e nos fez partícipes de sua Ressurreição nos mostre o caminho da missão e da paz. Abençoe-nos e guarde-nos o Senhor Todo-Poderoso e cheio de misericórdia: Pai e Filho e Espírito Santo.

Ass. Amém!

PR: Anunciando o amor do Cristo ressuscitado, ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

Ass. Graças a Deus.

  1. CANTO FINAL

Novo sol brilhou, a vida superou sofrimento, dor e morte tudo enfim.

Nosso olhar se abriu Deus mesmo se incumbiu, de tomar-nos pela mão assim.

O Deus de amor, jamais se descuidou

Em seu vigor, Jesus ressuscitou.

Estender a mão, abrir o coração, acolher, compartilhar e perdoar.

É fazer o céu, cumprir o seu papel, já na terra tem que vigorar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui