Aniversário sacerdotal do padre Manoel Godoy

178

No último dia 15 de novembro ocorreu aniversário sacerdotal de padre Manoel Godoy assessor eclesiástico das CEBs no regional Leste 2. Juntamente com sua comunidade paroquial, amigos e membros da equipe estadual e da micro Centro I  celebraram em ação de graças por uma data tão significativa. Padre Godoy acolhia a cada um que chegava com muita alegria e entusiasmo. Após a reflexão das leituras do dia ele fez um pequeno histórico de sua trajetória como sacerdote. Nascido em São Paulo onde inicia sua vocação. Pouco antes de se ordenar já atuava em uma paróquia pobre e com o diálogo com outras expressões religiosas sendo este o lugar que escolheu para ordenar-se, contrapondo a ideia inicial de sua ordenação ser realizada no estádio do Morumbi e por João Paulo II. Decisão acatada por dom Evaristo bispo da arquidiocese na época que também atendeu a um desejo de fazer a cerimônia dos lava pés dos membros das comunidades de sua paróquia em sua ordenação .A data historicamente escolhida em tempos de regime militar e com a possibilidade da participação de seus irmãos sacerdotes.Em uma quadra de futebol é ordenado pelo bispo Auxiliar dom Angélico, que ainda permanece lúcido e ativo e ligou parabenizando pela data de sua ordenação sacerdotal.A comunidade muito pobre serviu na confraternização pão com manteiga e Ki suco, tudo com muita simplicidade, mas com muito amor e alegria. Ali permaneceu por 10 anos e foi enviado por dom Evaristo com a missão de ajudar a dom José Maria Pires na reabertura do seminário na Paraíba. Neste local trabalhou com os índios Potiguara durante 3 anos, onde traz uma grande lição e experiência maravilhosa segundo ele da alegria no rosto das crianças potiguaras, uma alegria que não sentimos no rosto das crianças daqui. Outra coisa marcante, foi entrar nas malocas e não ver dispensas. Os índios têm a casa de farinha onde é partilhada com todos.

Depois foi para Brasília na CNBB, lugar inverso de suas experiências anteriores e comum a diversidade de línguas, culturas e gastronomia, tinha como vizinhos as embaixadas de Portugal, Estados Unidos e Rússia era uma região nobre do Sul de Brasília.  Trabalhando com a CNBB teve que viajar por todo Brasil aprendendo muito neste período e fez grandes amigos. Ele contesta a ideia errônea de que lá só tem corrupto e ladrão.Estes que estão lá foram eleitos por nós e enviado para lá.  Depois de Brasília veio para Belo Horizonte onde foi novamente acolhido por já emérito dom José Maria Pires (dom Zumbi) e servia uma comunidade em Conceição do Mato dentro. Veio morar no aglomerado da Cabana e auxiliou a paróquia Jesus Missionário e hoje se encontra nesta paróquia de São Tarcísio. Ao final da celebração todos foram convidados para confraternização no salão paroquial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui