Aconteceu a Ampliada Nacional das CEBs

296

24 e 25 de julho de 2021-modalidade remota

“As CEBs fazem a travessia nas águas da comunhão ecumênica, criativa e diversa em profundo amor.  Comunicam-se na linguagem da palavra popular por onde a misericórdia de Deus flui. O amor profético expressa que o direito corra como a água e a justiça com um igarapé que não seca.”

(9ª Carta às Comunidades)

A Ampliada Nacional das CEBs esteve reunida nos dias   24 e 25 de julho de 2021, na modalidade remota.Representantes das CEBs dos 19 regionais da CNBB, assessores, secretariado do 15º Intereclesial se fizeram representar, contribuindo na construção do 15º Intereclesial das CEBs, a ser realizado em Rondonópolis-MT, entre os dias 18 a 22 de julho de 2023, com o tema “CEBs: Igreja em saída na busca da vida plena para todos e todas” e o lema “Vejam! Eu vou criar novo céu e uma nova terra” (Is 65,17). O encontro contou também com a presença Dom Gabriele Marchesi – Bispo de Floresta PE e Referencial das CEBs CNB.

A manhã do primeiro dia foi marcada por uma bonita oração, muita reflexão acerca do caminho metodológico e apresentação dos possíveis espaços de realização do encontro.

Marilza Shuina, representante do secretariado do 15º Intereclesial apresentou um histórico dos 14 intereclesiais já realizados, destacando a metodologia de cada um e as mudanças ocorridas, a cada tempo e local, respeitando a experiência cultural da comunidade anfitriã. A seguir Salete Bez da Coordenação da Ampliada Nacional apresentou uma proposta metodológica a ser refletida pelas grandes regiões e depois, com as alterações sugeridas aprovada. Rinaldo Cardoso, do Secretariado do 15º Intereclesial apresentou os locais disponíveis para a realização do encontro, a capacidade de acolhida e  de que forma essas comunidades, estão se preparando,  em comunhão com as CEBs do Brasil para acolher as CEBs do Brasil.

Na tarde do primeiro dia, a ampliada nacional tratou de um tema de extrema importância: A comunicação das CEBs. O grupo de trabalho apresentou a caminhada desde a última ampliada e, por grande região buscou-se luzes para ações futuras.

O grupo de trabalho da comunicação apresentou as fragilidades na articulação e a necessidade de reorganizar esse processo.  Pela equipe local de comunicação – Comunica 15 – Frei Zeca apresentou as ações de comunicação realizadas na construção do 15º Intereclesial e apontou a necessidade de empenho da ampliada nacional e da articulação com os regionais, para que a comunicação possa cumprir o seu papel.

Seguindo sua vocação de ser Igreja povo de Deus, anunciando e denunciando, A ampliada Nacional das CEBs escreveu uma NOTA DE SOLIDARIEDADE DA CEBs DO BRASIL AO PADRE LINO ALLEGRI (link) agredido e ameaçado por denunciar o sofrimento do povo diante desse desgoverno.

Também foram apresentados os trabalhos já realizados pelo secretariado, articulação, início da formação das equipes de trabalho, guia informativo  e cartilhas impressas que também podem ser acessados no site CEBs do Brasil.

Uma boa novidade trazida pelo secretariado do 15º Intereclesial foi o lançamento da Carta aos Artista da Caminhada, que pretende reunir produções musicais para compor o cancioneiro. A celebração de Memória e Esperança, trouxe presente a indignação por tantas vítimas da pandemia e reafirmou a urgência da “Esperança e da Resistência”, encerrando o primeiro dia.

Na manhã do domingo e último dia da reunião ampliada, o grupo de trabalho da sustentabilidade  apresentou os trabalhos realizados, os projetos de captação de recursos e a Campanha 15 para o 15º, que visa envolver as comunidades nesse processo de contribuição. Também foram tratados outros assuntos como Articulação Continental das CEBs e cartilha da  Sinodalidade que será lançada brevemente, Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe, que está no processo de escuta e é importante a participação das CEBs, articulando-se com as pastorais sociais. Um grande momento para as CEBs que será o Sínodo geral sobre Sinodalidade e Ano Vocacional – 2023 foi apresentado e uma grande expectativas e criou pois, Sinodalidade é a grande missão e utopia das CEBs. Alguns informes acerca da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato também foram repassados.

A Ampliada Nacional das CEBs encerrou-se com o lançamento da 9ª Carta às Comunidades -Travessia, a reinvenção do mundo-convocando a todos e todas “Seja nosso compromisso, estar atentos, vigilantes, para perceber que o outro, a outra necessita de nossa acolhida, que o mundo necessita de nosso cuidado e, que sem dúvida, esta é a grande razão de nossa unidade”, (link).
O envio ficou por conta das CEBs Norte 2, que rogou: “Pai da vida, Mãe da criação, envia missionários das CEBs para a Missão!”, concluindo com uma profética benção, embalada pelo canto “E eu vou por aí com meu canto,abrindo estradas,quebrando encantos,rompendo as barreiras do coração,rasgando mentiras e ilusão,meu canto é arma, eu sei,e há tempos estou na luta!” (Zé Vicente).

Que o Bom Deus favoreça as CEBs e as conserve na unidade, “caminhando e cantando”, animados na teimosia da Esperança  até o próximo encontro.

Por Leoni Alves Garcia- Comunica 15

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui